Sergipe

14/08/2018 às 11h43

Técnicos do projeto Campo Futuro levantam custos da produção de milho em Sergipe

Assessoria

Foto: Divulgação
Técnicos do projeto Campo Futuro realizarão um levantamento de informações sobre os custos da produção do milho em Sergipe. O painel do projeto Campo Futuro acontecerá na próxima quarta-feira, 15, na MSobral em Itabaiana às 14h. Os dados obtidos serão utilizados na formulação de políticas públicas.

O Campo Futuro é um projeto que alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para gerenciamento da produção. Participam do levantamento representantes da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura e Pecuária de Sergipe (Faese) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Segundo o presidente do Sistema Faese/Senar, Ivan Sobral, durante o painel serão discutidas informações importantes para o produtor. “As informações obtidas nos painéis são utilizadas pelo Cepea no desenvolvimento de estudos específicos e informativos, demandados pela CNA para a elaboração de políticas públicas. O produtor terá informações para melhor gerenciar a sua propriedade”.

Levantamento

O levantamento das informações é realizado por meio de painéis nas principais regiões produtoras de cada produto. O painel consiste em uma reunião técnica in loco, com a participação dos produtores, representantes dos sindicatos rurais, técnicos de Federações e da CNA e representantes de casas agropecuárias.
O pesquisador do Cepea, Fernando Perez Capello, explica que o projeto é muito importante para o produtor, pois traz uma importante ferramenta de gestão da propriedade rural.

“No levantamento que fazemos, a gente calcula o custo de produção e rentabilidade mostrando os principais gargalos de cada safra de cada região produtora de grãos. Ao final deste trabalho, o produtor terá acesso a uma planilha para que ele gerencie a propriedade e tenha uma importante ferramenta para tomada de decisão”, pontua Fernando.

Ainda segundo Fernando Perez Capello, outro objetivo do projeto obter informações para que CNA e as Federações tenham informações quantitativas e qualitativas em relação à realidade do produtor em termos de rentabilidade de custos e os principais gargalos para que eles trabalhem com políticas públicas voltadas para o produtor.


Fonte: Assessoria