Sergipe

08/08/2018 às 18h08

Hemose realiza cadastro para doação de medula óssea em shopping da capital

Com informações da Ascom/SES

Estimular solidariedade num espaço destinado ao lazer. Essa é a proposta da campanha, para cadastro de medula óssea do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) 

Foto: Ascom/SE
aberta desde esta terça-feira, 7, no Shopping Jardins. A ação coordenada pela gerência de Captação de Doadores para promoção da conscientização sobre a importância de compor o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) prossegue até o próximo sábado, 11, das 14 às 21h, no setor D do shopping. 

Para fazer o cadastro é preciso ter entre 18 a 55 anos de idade, estar bem de saúde e não possuir diagnóstico de doenças infecciosas. No ato do cadastro o candidato deve apresentar um documento oficial com foto, preencher um formulário com seus dados pessoais.

A engenheira civil, Eliana Fonseca,  aproveitou que o serviço estava no centro de compras e decidiu buscar informações. “Achei interessante ver o serviço aqui. Agora que soube que muitas pessoas dependem dessa amostra de sangue, resolvi fazer. É uma parte de mim que pode decidir pela vida do outro”, enfatizou a engenheira civil. 

Técnica de enfermagem, Flávia Hionara Fontes Santos, comentou a satisfação de preencher o cadastro. “A gente que trabalha com saúde, convive diariamente com diversas patologias. A leucemia é uma doença grave e, quando, ocorre de apenas o transplante ser a alternativa para cura, essas pessoas aguardam por esse milagre de achar um familiar ou um estranho compatível”, ponderou. 

De acordo com a gerente de Captação de Doadores do Hemocentro de Sergipe, Josceline Souza a iniciativa visa divulgar o serviço junto ao público geral. “Essa é uma oportunidade em que deslocamos os serviços até a sociedade. Durante esses quatro dias faremos o cadastro para doador de medula, e, a sensibilização em relação à importância das pessoas conhecerem a doação de sangue”, disse ao agradecer o convite para o Shopping. “A parceria de instituições da iniciativa pública e privada é muito importante em função da mobilização interna e do envolvimento da comunidade em que os serviços acontecem”, destacou. 

Para fazer o cadastro é preciso ter entre 18 a 55 anos de idade, estar bem de saúde e não possuir diagnóstico de doenças infecciosas. No ato do cadastro o candidato deve apresentar um documento oficial com foto, preenche um formulário com seus dados pessoais. 

Em seguida os profissionais do Hemose coletam uma amostra com 5 ml de sangue, que é encaminhado para o exame de Histocompatibilidade (HLA), testes que analisam as características genéticas para verificar a compatibilidade entre o doador e o paciente que receberá o transplante da medula óssea. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Campanha

A ação do Hemose estimula a doação e contribui para campanha de Luana Lotti Machado, 9 anos. Há pouco mais de 1 ano, ela foi diagnosticada com Leucemia e, agora, precisa de transplante de medula óssea. Assim como acontece com ela, esta é a única esperança de cura para milhares de pessoas com uma das mais de 80 doenças em que o transplante é indicado. A família vem divulgando nas redes sociais a importância de ser um doador.

 


Fonte: Com informações da Ascom/SES