Sergipe

20/07/2018 às 17h11

Iniciadas obras do Novo Centro de Convenções de Sergipe

Secom/Governo

Após a assinatura da ordem de serviço, ocorrida no dia 21 de maio, as obras para reforma e ampliação do Centro de Convenções de Sergipe Ministro José Hugo Castelo

Jorge Henrique
Branco (CCS) foram retomadas. A ação do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, tem como nova empresa responsável pela obra a Sercol Saneamento e Construções. Para a reforma e ampliação o governo de Sergipe investe R$ 19.314.300,42, recursos oriundos do Ministério do Turismo e da contrapartida do governo estadual. 

Com o novo CCS, Sergipe se tornará mais competitivo na captação de grandes eventos e terá uma forte representatividade no turismo de negócios em todo o Nordeste. O novo espaço trará um desenvolvimento significativo para a economia local, visto que o turista que visita o estado para participar de eventos e convenções gasta cerca de 125% a mais do que um turista de lazer. 

“É uma obra de extrema relevância para o turismo de eventos, para o turismo de negócios. O prazo de execução dela vai ser de um ano, então tem como haver um planejamento por parte dos grandes eventos a serem realizados. Com certeza, o estado de Sergipe ganha, já que eventos de grande porte, como congressos e eventos maiores, poderão ser realizados aqui. O que movimenta o turismo de negócios e eventos e mexe com toda uma cadeia produtiva, gerando emprego e renda no estado”, enfatizou o secretário de Estado do Turismo, Cincinato Júnior. 

Entre as primeiras etapas nesse período de retomada, o engenheiro gerente da obra, Renando Luis de Araújo Caldas, explica que além da revisão geral do antigo pavilhão, outras ações já foram empregadas. 

“Estamos com praticamente 90% de todas as fundações das obras novas concluídas, estamos instalando uma passarela metálica, planejando o início das obras do pórtico. Sobre as instalações elétricas elas também já estão encaminhadas. Nessa fase inicial, instalamos o canteiro de obras, a parte de Segurança do Trabalho, atendendo todas as exigências previstas para a retomada das obras”, explicou. 

De acordo com Renando, também está sendo construído um reservatório de água, com capacidade de 50 mil litros. Também já está em andamento a chegada da parte estrutural da cobertura dos pavilhões e tubulação. São cerca de 65 homens trabalhando na obra, que após a retomada, tem previsão de conclusão em 1 ano.

Detalhes técnicos

Foto: Jorge Henrique
A reforma vai produzir mudanças na área do Centro de Convenções que ocupa uma área atual de 10.124,99m², passando a ter 16.374,68m² após a reforma, em terreno com área total de 23.287,04 m². Um novo pavilhão está sendo construído no terreno ao lado, onde funcionava o antigo Centro de Treinamento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). 

Esse novo pavilhão terá dois pavimentos: um térreo, onde será implantado um estacionamento com 100 vagas para veículos; e o pavilhão superior, que terá 09 auditórios, que, em conjunto, oferecerão 1.620 lugares, o maior deles com 379 assentos. Todos os nove auditórios terão vagas para pessoas com deficiência.

O novo pavilhão terá ainda cobertura em alumínio e será totalmente climatizado; escada rolante e plataforma de acessibilidade (elevador especial). Todo o pavilhão receberá tratamento acústico especial, com caixas de som, microfones e outros modernos itens de sonorização. No aspecto de segurança, serão instalados no novo pavilhão sistemas de combate a incêndio e de proteção contra descargas atmosféricas.

Já o pavilhão existente terá uma sala de exposição com capacidade para 3.000 pessoas, três auditórios com 572 assentos. A cobertura será substituída, as instalações elétricas serão revistas e a fachada terá revestimento cerâmico. O pavilhão receberá nova pintura, com fachada revestida em cerâmica e será climatizado. O espaço também passará a atender aos critérios de acessibilidade com a instalação de rampa e piso táctil. Também está incluído no projeto novo tratamento acústico e a implantação de sistemas de combate a incêndios e descargas atmosféricas. 

“A obra vai ser fiscalizada pela Cehop. A empresa que vai executar é a Sercol Engenharia, uma empresa sólida, que já trabalha conosco há 30 anos. Conforme anunciado, a obra está prevista para ser executada em 12 meses, e, tudo correndo como o previsto, ela será entregue no prazo. Um projeto moderno, que ampliar em quase 200% o número de vagas de estacionamentos e triplica a capacidade de auditórios. Será um belo centro, dentro dos padrões que Aracaju estava precisando", destaca o presidente da Cehop, Caetano Quaranta.

 


Fonte: Secom/Governo