Sergipe

23/06/2018 às 08h27

Ambulantes são ameaçados de ter mercadoria apreendida no Augusto Franco

Redação Portal A8

Neste sábado, 23, ambulantes que estavam vendendo produtos típicos juninos nos arredores do mercado municipal do conjunto Augusto Franco tiveram que sair às pressas sob

penalidade de ter mercadorias apreendidas. A medida foi uma ação de ameaça do “rapa”, agentes da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), que estavam no local sob a justificativa de organizar o espaço público.

De acordo com a denúncia que chegou até a equipe de reportagem do Portal A8SE, cerca de 50 ambulantes estavam do lado de fora do mercado vendendo produtos, como amendoim e milho. “É véspera de São João e eu esperava vender amendoim. Vim de Malhador para Aracaju só para isso”, disse o ambulante  José Tadeu de Oliveira.

Ainda com a denúncia, a orientação dos agentes da Emsurb era de todos deveriam ter feito o cadastro para requisitar o espaço público e assim executar o comércio de forma legalizada. “A gente iria pagar uns R$ 150 só para vender um dia? E logo na véspera de São João? Acho uma insensibilidade essa ação. É o nosso único momento do ano de ganhar um dinheiro extra”, acrescentou o ambulante.

Para prestar esclarecimentos sobre o assunto, a equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Emsurb, mas até o momento nenhum retorno foi dado.