Sergipe

09/05/2018 às 15h46

Condutores das ambulâncias do Samu paralisam atividades até sexta-feira (11)

Redação Portal A8

Foto: Reprodução/Whatsapp

Com início da greve dos condutores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na manhã desta quarta-feira (9), 18 ambulâncias ficarão paradas até o fim do protesto previsto para encerrar na próxima sexta-feira (11).

De acordo com o Sindicato dos Condutores de Ambulância do Estado  (Sindiconam), só 20 ambulâncias estão disponíveis e cabe à Central de Regulação de Urgência (CRU) definir as ocorrências prioritárias durante os três dias de paralisação da categoria.

A paralisação afeta o atendimento em 14 municípios do estado, de acordo com o sindicato.

A categoria quer chamar a atenção do Governo do Estado para três pontos, que preocupam os servidores. “Nossos salários não estão sendo pagos até o quinto dia útil e não temos reajuste salarial há mais de cinco anos. Outra situação que nos preocupa muito é o fim da Fundação Hospitalar de Saúde. Ainda não sabemos como vão ficar as coisas”, conta o presidente do sindicato, Robério Batista.

Por meio de nota a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o pagamento dos salários é feito de acordo com o calendário. Sobre o reajuste, informou que esta é uma prerrogativa do Governo, Já sobre a estabilidade dos servidores concursados, em relação a FHS, é um item da pauta que esta sendo discutida com a Assembleia Legislativa, Estado e servidores.