Sergipe

05/04/2018 às 10h16

Comandante do Pelotão da Caatinga vinha sofrendo ameaças, diz irmão

Redação Portal A8

Foto: Reprodução/Whatsapp

O corpo do capitão Manoel Oliveira continua no Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta quinta-feira (5), onde passa por perícia para ser liberado. O militar foi vítima de execução na noite de quarta-feira (4), no município de Monte Alegre.

Em entrevista ao programa Fala Sergipe, na MIX FM, o irmão do capitão, Wellington Oliveira, revelou que ele já vinha sofrendo ameaças. A assessoria de comunicação da Secretária de Segurança Pública de Sergipe (SSP) não confirmou a existência dessas ameaças.

O capitão Manoel Oliveira é um dos fundadores e idealizadores do Pelotão de Caatinga da PMSE que buscava a redução da criminalidade no alto e médio sertão do estado, atuando principalmente em relação aos crimes envolvendo roubos de gado, pistolagem e assaltos.

Segundo informações da SSP o corpo será velado até as 16h desta quinta-feira (5) no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) no Bairro América, em Aracaju.

À noite será levado a um velatório no centro da cidade. Na manhã desta sexta-feira (6) o corpo seguirá para a cidade de Porto da Folha onde será sepultado.