Sergipe

17/03/2018 às 10h24

Quatro conselheiros tutelares são indiciados por peculato em Propriá

Com informações da SSP

Foto: SSP/SE

Nesta sexta-feira (16), a Polícia Civil de Propriá, com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol), finalizaram inquérito policial que investigava crime de peculato praticado por quatro integrantes do Conselho Tutelar de Propriá. Foram indiciados Fabiana Feitosa Silva, Marcelino Fernandes dos Santos, Tassia Monise Santana Gonçalves dos Santos e Thamara Mayara Santos Bezerra Silva.

A investigação começou a partir de denúncias anônimas e a polícia chegou à descoberta do esquema a partir da quebra dos registros telefônicos dos aparelhos celulares funcionais pertencentes aos conselheiros. Nas conversas ficou nítido que, em diversas oportunidades, não estiveram presentes nas cidades onde supostamente participavam dos cursos de aperfeiçoamento.

O inquérito apontou que o quarteto participava de um esquema de apropriação de dinheiro público, aproveitando-se de gratificações referentes a cursos de capacitação de que efetivamente não participaram. Diante desse cenário, as prisões preventivas foram representadas, mas atendendo ao parecer ministerial o magistrado fixou medidas cautelares menos drásticas, a exemplo do afastamento provisório das funções.


Fonte: Com informações da SSP