Sergipe

03/03/2018 às 10h46

Suspeito de assalto ao Parque dos Falcões é preso no Espírito Santo

Com informações da SSP

Foto: Divulgação/PRF-ES

Foi preso na noite de sexta-feira (2), Welington Santos Vieira, conhecido como Satanás. A prisão ocorreu na divisa dos Estados do Rio de Janeiro (RJ) com o Espírito Santo (ES).

Welington é acusado de participar do assalto no Parque dos Falcões e do assassinato de um capitão reformado da Polícia Militar em Sergipe. Ele foi preso por policiais rodoviários federais durante a operação ‘Égide’, cujo objetivo era capturar criminosos que tentavam fugir do RJ após intervenção federal.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP), ‘Satanás’ tentava sair do Rio de Janeiro após seu comparsa, Valdeilson Luiz Dos Santos, o ‘Dedé’, ter sido morto no último dia 26, em confronto com policiais cariocas. Na ocasião, ‘Satanás’ conseguiu fugir do cerco policial.

A prisão ocorreu graças ao compartilhamento de informações de policiais do Complexo de Operações Especiais (Cope) e Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) com a polícia do RJ e estados vizinhos. Ele foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo.

 

Crimes

A dupla é responsável por diversos crimes no Estado de Sergipe. No dia 22 de outubro de 2017, Dedé deflagrou diversos tiros contra o fórum da cidade de Areia Branca. Em 12 de novembro, Dedé e Satanás invadiram e assaltaram o Parque dos Falcões, no município de Itabaiana, matando inclusive diversas aves raras.

Já em 28 de dezembro de 2017, Dedé, Satanás e outros dois comparsas assassinaram, em Areia Branca, o capitão reformado da Polícia Militar, Adilson Bispo Nunes. No crime, eles levaram ainda a arma de fogo do militar. Dentre esses crimes, a dupla cometeu diversos roubos a veículos e estabelecimentos comerciais. A polícia sergipana vinha fazendo diversas incursões no sentido de capturá-los o que resultou na fuga da dupla pra o Estado do Rio de Janeiro.

 

 




Fonte: Com informações da SSP