Sergipe

17/02/2018 às 11h39

Emsurb prepara a cidade para período de chuvas

Assessoria Emsurb

A Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), tem realizado, com mais intensidade, a limpeza dos canais que cortam a capital sergipana. A ação, faz parte do Plano de Contingência, que prepara a cidade preventivamente para o enfrentamento dos efeitos das chuvas. O plano está sendo coordenado pelo Comitê de Gerenciamento de Crise, formado desde o início do ano passado.

“O Comitê de Gerenciamento de Crise é algo permanente e foi criado por iniciativa do prefeito Edvaldo Nogueira para que os órgãos municipais possam se preparar para o período mais chuvoso em nossa capital. A principal atividade que compete a Emsurb é a limpeza dos canais, principalmente aqueles mais críticos, com maior incidência de alagamentos”, explicou o presidente interino da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.

O presidente acrescentou ainda, que nos últimos 10 anos o mês com maior incidência de chuvas em nossa capital é o mês de abril, por isso o cronograma de ações da Diretoria de Operações (DIROP) foi montado para evitar que esse volume de águas, causem transtornos para a população.

O trabalho de limpeza visando a prevenção de enchentes, acontece de forma minuciosa em diversos canais da cidade, seja por meio da limpeza manual, mecanizada ou pelo método de barragem. No último trimestre, a Diretoria de Operações (Dirop), executou a limpeza de 32 canais nos bairros da capital, dentre eles, os canais dos bairros 18 do Forte, Aeroporto, São Carlos, América, Cirurgia, Santa Maria, Luzia e Farolândia. 

 

Método de barragem móvel

Na manhã desta sexta-feira, 16, os agentes da empresa municipal deram continuidade a limpeza do canal da avenida José Conrado de Araújo, no bairro Industrial. O serviço está sendo feito pelo método de barragem móvel, onde uma lona é utilizada para represar parte da água do canal, por meio de uma bomba de sucção. Em seguida, uma tela retém o lixo que foi arrastado pela correnteza gerada com a abertura da lona. A vantagem dessa técnica é que o lixo é levado pela pressão da água, removendo o que está acumulado no fundo do canal.


Fonte: Assessoria Emsurb