Sergipe

16/12/2017 às 09h31

Repasse do FPE para Sergipe aumentou 3,9% em novembro

Com informações da NIE/Fies

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), indicou que o repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para o estado de Sergipe, em novembro, aproximou-se dos R$ 209,7 milhões.

Em termos relativos, quando comparado com o mês imediatamente anterior, outubro último, verificou-se alta real, considerando o efeito da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 3,9%. No entanto, em relação ao mês de novembro do ano passado, o repasse assinalou redução real de 40,7%.

Com os dados de novembro, as transferências acumuladas do FPE para Sergipe, nos onze primeiros meses do ano, apesar de ter ultrapassado os R$ 2,4 bilhões, registrou queda real de 2,1%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Repasse do FPM em novembro/2017

O repasse a todos os municípios sergipanos, através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), ficou pouco acima dos R$ 77 milhões, assinalando alta real de 2,6%, em relação ao mês anterior, outubro de 2017. No comparativo com o mesmo mês do ano anterior, observou-se queda de 43,5%, também em termos reais.

No acumulado do ano, de janeiro a novembro, o repasse do FPM ficou próximo dos R$ 972,2 milhões, assinalando queda real de 0,3%, em relação ao mesmo intervalo do ano anterior.

Repasse do Fundeb em novembro/2017

O repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB) ficou próximo dos R$ 51 milhões, registrando alta real de 10,7%, em relação ao mês imediatamente anterior. Todavia, na comparação anual, comparando com o mês de novembro do ano passado, verificou-se retração de 34,8%.

No acumulado do ano andante (janeiro a novembro), os repasses ultrapassaram os R$ 549,8 milhões, situando-se 2,9% acima do verificado em igual período do ano que findou. As variações são em termos reais.


Fonte: Com informações da NIE/Fies