Sergipe

06/09/2017 às 07h24

Órgãos da Prefeitura realizam recolhimento de lixo, limpeza e desobstrução de bocas de lobos e canais para evitar alagamentos

PMA
As fortes chuvas registradas na capital sergipana desde a última segunda-feira, 4, vem deixando a sociedade aracajuana em alerta. Com o objetivo de traçar um plano de contingência e estratégias de combate a catástrofes decorrentes do ciclo chuvoso, a prefeita em exercício, Eliane Aquino, se reuniu na tarde desta terça, 5, com os representantes da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) e Defesa Civil.
 
Eliane Aquino discutiu sobre as ações permanentemente realizadas para que ocorrências como a do início do ano, que prejudicaram várias famílias por conta do agravamento do efeito das águas, sejam evitados. “A SMTT, Emurb, Emsurb, Defesa Civil e outras  secretarias como Assistência e Meio Ambiente estão em plena atividade e este tem sido um trabalho de excelência. Estamos em alerta, fiscalizando e fazendo rondas constantes, com todas as equipes a postos”, explicou. 
 
“É importante ainda destacar o quanto esta gestão começou a olhar para a cidade novamente. Pegamos uma Aracaju suja, mal cuidada, resultando em enchentes e desabamentos, deixando várias pessoas desabrigadas e trazendo um prejuízo enorme para todos nós. A partir do momento em que a administração de Edvaldo Nogueira começou a intensificar as atividades de limpeza e de conscientização, estamos passando por este período de chuvas com mais consciência e controle da cidade”, ressaltou.
 
De acordo com as previsões meteorológicas, as chuvas devem se estender até o final da primavera, que se encerra no dia 22 de setembro. Para verificar possíveis focos de enchentes e alagamentos, além dos já conhecidos locais de maior risco da capital, durante todo o dia equipes de diversos órgãos da Prefeitura realizam vistoria, além do recolhimento de lixo, limpeza e desobstrução de bocas de lobos e canais por todo perímetro urbano.
 
O secretário municipal da Defesa Social, Luis Fernando Almeida, falou sobre a parceria da população. “É importante que a população observe a necessidade da cooperação em não descartar lixo irregularmente. Isso é fundamental e pedimos que todos sejam nosso parceiros, que fiscalizem suas ruas e vizinhança. Além disso, estaremos de plantão, através do número 199, que é o telefone da Defesa Civil.”
 
Diante do mau tempo, a Defesa Civil tem monitorado os locais de maiores incidência de desastres. “Nessas áreas, a Defesa Civil está monitorando e verificando as condições mais adversas, como picos de maré alta associados com essa chuvas para entender se há alguma iminência de transbordo nesses horários mais adversos. Já temos uma experiência que nos mostra que Aracaju consegue suportar cerca de 60 milímetros de chuva em um período de 24h, mas essas chuvas que vêm acontecendo desde segunda-feira já estão em torno de 45 milímetros. No entanto, é importante destacar que, até o momento, não foi verificada nenhuma ocorrência ou ameaça.”

 


Fonte: PMA