A Polícia Militar do Estado de Sergipe, por meio do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) e em apoio à Polícia Militar do Estado da Bahia (PMBA), libertou na madrugada desta sexta-feira, 16, um motorista que era mantido refém e recuperou carreta e carga que tinha sido roubadas.

Por volta da 0h, o 4º BPM foi informado que, nas proximidades da divisa entre Sergipe e Bahia, acabara de ocorrer um roubo de carreta no território baiano e, segundo o acompanhamento por GPS, a carga ia para terras sergipanas. De imediato, as guarnições Canário 02 e 03 seguiram para a rodovia SE 230, adentrando na BA 210, com a intenção de flagrar os criminosos fazendo o transbordo da carga para outro veículo, já que o monitoramento havia constatado que a carreta estava sem movimento.

Ao se aproximar do ponto indicado, os PMs foram recebidos a tiro e prontamente revidaram. Em meio à ação, as guarnições Preá, Bacural e Cardeal Comando, da Polícia Militar do Estado da Bahia, se somaram ao grupo e adentraram na mata de onde os disparos tinham partido. Alguns metros depois, foram visualizados o veículo Golf, de cor prata e placas OEW-2456, e duas carretas, uma de placas EGK-0110 e outra JSN-9272, sendo que esta última tinha sido roubada horas antes.

Neste momento, foram efetuados novos disparos contra os PM's e houve novo revide. Por conta da vegetação e da ausência de luminosidade, não foi possível prender nenhum dos envolvidos. Na manhã desta sexta-feira, os policiais percorreram a área novamente, mas, ainda assim, ninguém foi encontrado.

Além dos carros apreendidos, as polícias encontraram e libertaram o motorista de uma delas, que tinha sido feito refém pelos criminosos e estava com os pés e a mãos amarrados. Toda a carga foi recuperada, frisando que os infratores já tinham transferido 25% dos produtos para a segunda carreta. O caso foi levado à Delegacia de Paulo Afonso, na Bahia.

Serviço de inteligência do 4º BPM

Há meses atrás, um crime do tipo ocorreu na região, com o roubo e a queima da carreta. Desde então, o 4º Batalhão se preparou para ações do tipo e já colhe os frutos, pois desta feita conseguiu recuperar o carro e a carga e libertar o refém.