Sergipe

14/10/2015 às 10h29

Trabalhadores de fábrica de cimento entram em greve por atraso de salários

Redação Portal A8

Foto: Portal A8SE

 

Cerca de 250 funcionários de uma indústria de cimento cruzaram os braços na manhã desta quarta-feira (14), em frente a empresa, que fica localizada no município de Laranjeiras. A categoria afirma que só voltará a trabalhar depois de receber os pagamentos de salários e benefícios que estão atrasados.


Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Industria de cimento, cal e gesso do estado de Sergipe (Sindicagese), Djenal Prado, os trabalhadores não recebem desde o mês de julho. “Queremos que a empresa atualize os salários em atraso. Isso já vem ocorrendo há 3 meses. O pagamento das parcelas do PLR – Participação em Lucros ou resultados, vencidas no mês de julho, agosto e setembro, ainda não foram pagos. São quatro parcelas, a primeira foi paga e as outras três estão pendentes. Os trabalhadores estão cansados de viver nessa expectativa e nesse terrorismo psicológico, trabalhando sem saber se vai receber”, afirma.


De acordo com o sindicato, nenhuma proposta foi oferecida aos trabalhadores por parte da empresa. “Eles pediram um prazo de 30 dias, e se melhorar as condições da empresa, começar a elaborar um cronograma de pagamento. Isso não é uma proposta é apenas um pedido. A gente não tem garantia nenhuma que vão nos pagar. Não temos esperança de pagamento”, destaca Djenal.


Os trabalhadores também reclamam da falta de comunicação da empresa. “A diretoria da empresa não nos procurou em nenhum momento para dar nenhuma satisfação. Isso também cria um clima ruim na empresa. Todo mundo tem suas contas para pagar, e as contas não esperam”, conclui o presidente do Sindicagese.