Sergipe

19/08/2015 às 11h12

Três pessoas são indiciadas por furtar materiais do almoxarifado do HUSE

Redação Portal A8

Na manhã desta quarta-feira (19) a Polícia Civil e a direção da Fundação Hospitalar, através do Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), apresentaram detalhes da investigação, que desarticulou um esquema de furto de materiais do almoxarifado do HUSE. Há dois meses a polícia investigava a ação criminosa. 


Foto: Portal A8SE
O caso começou a ser investigado pela 8ª Delegacia Metropolitana desde o dia 19 de junho, após a Superintendência do HUSE constatar o frequente sumiço de materiais. 


As investigações foram auxiliadas por imagens registradas através do circuito de câmeras do hospital. “Nós começamos a observar as câmaras e a partir daí descobrimos as ações erradas. Entregamos as imagens à polícia e através dessas provas conseguimos pegar a quadrilha. Eles acabaram confessando e devolvendo o material do roubo”, afirma a superintendente do HUSE, Lycia Diniz.


As investigações apontaram que pelo menos 8 mil luvas e mais de mil resmas de papel ofício foram subtraídas do almoxarifado do hospital. Segundo o delegado da 8ª DM, Cristiano Barreto, um dos suspeitos tinha um veículo com os bancos traseiros retirados para transportar os materiais furtados. 


Wincler Maxwell, 21 anos, funcionário do almoxarifado, Alexandro Messias dos Santos, vigilante de uma empresa terceirizada que presta serviços ao hospital, e Cleiton Santos Ribeiro, ex-funcionário do HUSE, são acusados pelos crimes de peculato, corrupção passiva e ativa.


Ainda segundo informações do delegado, o trio foi indiciado e o processo encaminhado para a avaliação do Ministério Público Estadual.