Sergipe

14/08/2015 às 12h01

Polícia elucida homicídio que vitimou sargento da Polícia Militar

Redação Portal A8

Foto: Portal A8SE/Samara Fagundes

 

Na manhã desta sexta-feira (14) o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) apresentou Cleverton Coelho Santos, 19 anos, suspeito de assassinar o padrasto, o policial militar Jeová Santos, que foi morto com três tiros no último dia 8 de agosto, no conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro.


De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Alessandro Vieira, desde o trabalho no local, na noite do crime, as equipes identificaram que não se tratava de roubos e sim de um homicídio qualificado. “Logo na noite do crime a esposa confessou a participação e apontou o filho como autor, depois com o trabalho da equipe de Inteligência, nós o localizamos ontem pela manhã, ele se viu pressionado de uma tal maneira que foi obrigado a se entregar”, afirmou o delegado.

Foto: Portal A8SE/Samara Fagundes


O delegado também revelou que durante todo o tempo o jovem estava escondido na casa de parentes, no bairro Parque dos Faróis. “Nossas equipes estavam fazendo rondas, foram buscas intensivas na região, ele se viu acuado e compareceu ontem na delegacia de homicídio”, declarou.


Cleverton entregou ao DHPP a pistola ponto 40 que ele roubou do policial no dia do crime. O delegado-geral da Polícia Civil, Everton Santos, disse que, infelizmente, com o advento de drogas potentes, problemas envolvendo os relacionamentos  intrafamiliares estão se tornando cada vez mais comuns. 

A penalidade para os adultos envolvidos no homicídio do PM pode chegar a 30 anos de prisão.