Sergipe

14/08/2015 às 11h39

Polícia acredita que homicídio de sargento reformado pode ter sido passional

Redação Portal A8

Foi realizado na manhã desta sexta-feira (14) o velório do sargento reformado José Alves Correia, 53 anos, morto na madrugada de ontem quando dormia na casa em que morava, na zona rural de Porto da Folha. No momento do crime o sargento estava com a esposa na residência, que também foi agredida.

 

De acordo com o irmão da vítima, Gilson Correia Alves, a esposa do irmão relatou que três homens arrombaram a residência e agrediram o marido. Nada foi levado do local. O sargento foi morto com golpes de facas e pauladas.

 

Foto: Portal A8SE/Samara Fagundes
Ainda segundo Gilson, pelos ferimentos do irmão ele tentou se defender, mas não teve como.Familiares do policial reformado estão indignados com o crime brutal e pedem rigor nas investigações.

 

Sobre o homicídio, o delegado geral, Everton Santos, revelou que tudo indica que o crime do alto sertão foi passional, devido a um envolvimento extraconjugal. “As informações que temos foram passadas pelo delegado de Porto da Folha, mas precisamos checar essas pessoas envolvidas para que se possa elucidar esse crime também”, afirmou.


O policial foi enterrado na manhã de hoje, no cemitério São João Batista.