Sergipe

06/08/2015 às 11h56

Alunos e professores da escola Olga Benário pedem mais segurança

Redação Portal A8

Foto: Samara Fagundes/Portal A8SE
Após a diretora da escola municipal Olga Benário, no bairro Bugio, ter sido vítima de um sequestro relâmpago quando chegava para trabalhar na instituição de ensino, alunos e professores realizaram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (06). No local, todos clamavam por mais segurança no entorno da escola. 


De acordo com o presidente do conselho escolar, Cícero Hugo, o clima de insegurança é diário. “Todos os dias presenciamos bandidos passando de bicicleta, motoneta, eles passam puxando o revólver, ameaçando e fazem revista nos alunos para roubar celular e relógios”, afirmou o presidente do conselho que destacou. “Por isso, estamos aqui lutando por uma escola melhor. Queremos ver se o prefeito faz algo, precisou acontecer um fato como o de ontem para mandarem um carro vir fazer ronda aqui. Pois nunca teve antes, infelizmente esperam acontecer para mandar, mas mesmo assim, acredito que logo vão retirar”.

Foto: Samara Fagundes/Portal A8SE


Cícero também relatou que pelo menos 20 ofícios foram enviados para a prefeitura desde o ano passado para que a Guarda Municipal fizesse rondas ao menos nos horários de chegada e na saída dos alunos. “Mesmo com o nosso apelo nada foi feito. Nossos alunos andam assustados, já aconteceu de alunos tomarem carreira de bandido e entrar no colégio correndo com medo do assaltante”, afirmou Cícero Hugo.


Foto: Samara Fagundes/Portal A8SE
Pais de aluno também participaram da manifestação, como foi o caso de Welington de Oliveira. “Sempre trago minha filha, pois é muito vagabundo por aqui. Abordam as crianças para pegar relógio, celular. Falta segurança aqui na região”, declarou o pai de aluno. 


No colégio são 1000 alunos matriculados, com idades entre 7 a 18 anos, distribuídos em turmas do Ensino Fundamental. No período da noite a escola também funciona com turmas para jovens e adultos.