Sergipe

05/05/2014 às 19h01

Traficante é preso com 120 kg de maconha e crack em Socorro

Flávio informou que Diego não tem antecedentes criminais, mas parentes dele têm envolvimento no mundo do crime.

Redação Portal A8

Uma investigação de cerca de um mês coordenada pelo Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil terminou com a prisão do traficante Diego Santos de Gois, 25 anos, no final da manhã desta segunda-feira (5), no loteamento Itacanema, conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro. Com o traficante, a polícia apreendeu 120 quilos de maconha, 250 gramas de crack e duas balanças de precisão. 

 

Chama a atenção também a apreensão de um recipiente de sabão de lava-louças contendo um líquido marrom, que a polícia suspeita ser crack. De acordo com o diretor do Denarc, delegado Flávio Albuquerque, a polícia tinha informações da movimentação de traficantes naquela área da Grande Aracaju e resolveu investigar.

Foto: SSP/SE

 

“Nos primeiros dias de levantamentos, descobrimos que um traficante da área receberia um carregamento de drogas e passamos a monitorar. Hoje, por volta das 11 horas da manhã, quando o material chegou prendemos o traficante com a maconha, que estava acondicionada no quarto da casa, e o crack e a balança encontramos no armário da cozinha”, explicou Albuquerque. 

 

Flávio informou que Diego não tem antecedentes criminais, mas parentes dele têm envolvimento no mundo do crime. Ele cita o nome do irmão dele, Alexandre de Gois Santos, que encontra-se preso há mais de um ano, condenado por pelo menos dois assaltos a banco no Estado de Sergipe.
 

“Temos 30 dias para concluir o inquérito e neste período vamos apurar a participação de outras pessoas no esquema, bem como levantar a origem e o destino da droga”, averiguou. Flávio enfatizou que somente as investigações aprofundadas poderão dizer de quem o traficante comprou a maconha e para quem ele iria revender. 

 

“O que sabemos é que essa droga não foi produzida em Sergipe porque não somos produtor de drogas. Provavelmente, a maconha veio do norte da Bahia ou sertão de Pernambuco ou até mesmo do sudeste do Brasil”, disse. Diego está preso à disposição da Justiça e vai responder pelo crime de tráfico de entorpecentes.