Sergipe

28/04/2014 às 16h10

Espaço Mirante abriga mostra sobre Cordel

Os trabalhos poderão ser conferidos até o dia 7 de maio no Espaço Mirante Praia Formosa, de segunda à sexta das 9h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados das 9h às 13h.

Redação Portal A8

O Espaço Mirante Praia Formosa, unidade da Secretaria Especial de Cultura (SEC/Funcaju) abriga até o dia 7 de maio a exposição "Cordel no Mirante". A mostra é uma iniciativa da Casa do Cordel - Espaço Cultural que leva o nome do poeta Pedro Amaro do Nascimento, localizada no Bairro Luzia, em Aracaju.

A proposta da exposição é divulgar a histórica modalidade literária que é o Cordel/Fotos: Divulgação

 

A proposta da exposição é divulgar a histórica modalidade literária que é o Cordel, escrita por poetas sergipanos ou radicados em Sergipe, para os aracajuanos e aos turistas que visitam o mirante.

 

“Também pretendemos divulgar o trabalho que é feito no Espaço Cultura Casa do Cordel. Lá realizamos encontros de celebração da Cultura Popular Nordestina a cada dois meses, com Saraus Poéticos, Cantoria de Viola e outros diversos elementos da nossa cultura, que são apresentados e apreciados pela comunidade”, destaca a cordelista Izabel Nascimento, responsável pela mostra.

 Cordelista Izabel Nascimento

 

Filha de cordelistas, ela destaca que exposição "Cordel no Mirante" é um espaço aberto aos cordelistas que desejam divulgar a sua arte. “Nosso material literário está disponível para exposição e venda. Os temas são variados e os mais procurados são os folhetos de humor, os escritos para crianças e os relacionados a história e religião. Muitos professores também nos procuram com a finalidade de trabalhar com o Cordel em sala de aula”.

 

A ideia de expor os Cordéis num dos pontos turísticos mais belos de Aracaju partiu do incentivo de uma amiga artesã, que sempre apresenta os trabalhos artesanais do Espaço Mirante Praia Formosa. “A artesã é uma apreciadora da Literatura de Cordel. Seu convite de casamento, realizado há alguns anos, foi escrito por mim em versos metrificados, sendo muito apreciado por todos os convidados do evento”, informou Izabel.

 

Para a cordelista, escrever, trabalhar e divulgar a Literatura de Cordel é algo que traz muita satisfação. “Sou filha dos poetas cordelistas Pedro Amaro e Ana Santana, que também estão participando da exposição. Minha família se dedica a divulgar a Literatura de Cordel e nós temos conseguido envolver poetas e amigos com um objetivo comum: mostrar que Sergipe tem poetas e poesia, que tem Cordel e cordelistas”.

 

A expectativa de Izabel Nascimento é que mostra atraia pessoas interessadas em conhecer não só o Cordel, mas também seus escritores. “E que tragam também seus filhos para conhecer a arte que, por muito tempo foi a 'Cartilha dos Brasileiros' nascidos no nordeste, transmitindo informação, conhecimento e entretenimento a muitas pessoas. É uma arte que conta a nossa própria história”.