Sergipe

16/05/2013 às 08h00

Pá e colher paradas - Adiberto de Souza

Redação Portal A8

A greve dos operários da construção civil é a mais robusta já realizada pela categoria em Sergipe. Desde segunda-feira, quando se iniciou o movimento, milhares de trabalhadores trocaram a pá e a colher de pedreiro por enormes manifestações nas ruas de Aracaju. Eles prometem só voltar ao batente quando as construtoras concederem reajuste salarial de 15%, cesta básica e plano de saúde. Surpreendido com a força do movimento, o Sindicato das empresas considerou "esta atitude inoportuna", pois as rodadas de negociações ainda não foram concluídas. Pela disposição dos grevistas, se os empresários não atenderem as reivindicações os canteiros de obras vão permanecer às moscas por um longo tempo.

Leia conteúdo na íntegra