Sergipe

08/05/2013 às 17h33

Mais ortopedistas desistem do trabalho no HUSE

Redação Portal A8

Os médicos ortopedistas que trabalham em regime de contratação pela Fundação Hospitalar de Saúde e até mesmo os concursados estão cada vez mais deixando seus postos.

A alegação é falta de condições de trabalho no Hospital de Urgência de Sergipe, o Huse. Este ano, já foram dez pedidos. Com as baixas, apenas 16 especialistas continuam no HUSE.

Um documento com o relato de todas as dificuldades no dia-a-dia do hospital foi enviado para o Sindicato dos Médicos de Sergipe, ao Conselho Regional de Medicina, Ministério Público Estadual e também às diretorias clínica e geral do HUSE.

A situação vai ser discutida amanhã, 9, pela diretoria da Fundação.

No final de abril, o Jornal do Estado 2ª edição apresentou com exclusividade uma escala de trabalho dos profissionais da ortopedia do Huse que, segundo o vice-presidente do Sindicato dos Médicos, José Menezes não era suficiente para atender as demandas do mês de maio.

Já o Diretor Operacional da Fundação Hospitalar de Saúde, Wagner Andrade, disse que a ortopedia de toda a rede estadual, inclusive no HUSE, funciona bem.

Na reportagem exibida pela TV Atalaia, José Menezes antecipou o problema, dizendo que os médicos já estavam pensando em pedir para deixar suas funções no hospital.

Hoje, o repórter Cláudio Rocha acompanhou o problema e apresenta uma nova matéria no Jornal do Estado 2ª edição, daqui a pouco às 19h45.