Sergipe

19/07/2012 às 10h10

Testemunhas de acusação da chacina do HUSE continuam a ser ouvidas nesta quinta

Redação Portal A8

Nesta quinta-feira (19) a juíza da oitava vara criminal do Fórum Gumercindo Bessa, Soraia Gonçalves de Melo, continua a ouvir as testemunhas de acusação do caso da chacina do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), ocorrida no dia 26 de abril.

Entre as testemunhas que foram requeridas pelo Ministério Público estão policiais militares e parentes das vítimas. Uma primeira audiência já aconteceu no dia 11 de julho, na ocasião mais de 30 pessoas foram requeridas, mas como nem todas foram ouvidas por causa do tempo houve a necessidade da segunda audiência.Nas próximas audiências prestam esclarecimentos as testemunhas de defesa e por fim os réus.

A chacina do Huse começou na noite de 26 de abril, quando o irmão do tenente Genilson teve a moto roubada. Na tentativa de recuperar a moto, houve troca de tiros e o irmão do tenente foi morto, e os feridos foram levados ao Huse. A chacina, na sala de sutura do hospital, resultou na morte de um dos suspeitos do assalto e de outros dois pacientes que estavam sendo atendidos.