Sergipe

17/07/2012 às 08h18

Companhia indigesta - Adiberto de Souza

Redação Portal A8

Companhia indigesta

A pesada artilharia contra a trincheira do candidato a prefeito João Alves Filho (DEM) pode lhe causar sérias baixas eleitorais. A campanha do demista, que até um dia desses voava em céu de brigadeiro, passou a ser duramente fustigada depois que ele trouxe para seu lado os irmãos Edvan e Eduardo Amorim. Primeiro foram o genro e a filha de João que soltaram os cachorros contra os novos aliados. Agora, o prefeiturável Almeida Lima (PPS) direcionou sua metralhadora giratória contra os Amorim, acusando-os de terem exigido R$ 5,4 milhões para apoiá-lo, além do controle da Secretaria da Saúde e de empresas municipais. Engenheiro civil por formação, Alves Filho deveria avaliar os custos benefícios da companhia de Edvan e Eduardo, antes que um petardo lançado contra os dois atinja em cheio seu sonho de governar Aracaju.


Leia o texto na integra