Sergipe

13/07/2012 às 13h32

Traficantes são presos e 15 quilos de cocaína são apreendidos

Redação Portal A8

Presos acusados de tráfico de drogas (Foto: Divulgação SSP/SE)
Uma operação do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), com o apoio do Comando de Operações Especiais (COE) da PM, da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) resultou na prisão de quatro traficantes que vinham de São Paulo para Aracaju com 15 quilos de cocaína. A prisão foi possível depois de denúncia anônima feita pelo Disque Denúncia (181) da Polícia Civil.

A prisão foi possível por conta de uma barreira montada na saída da cidade, em um posto da PRF. "Montamos uma barreira de quase 20 metros, sinuosa, para dificultar a passagem dos traficantes. Eles pararam e na abordagem, conseguimos localizar a droga e uma quantia em dinheiro", explicou o delegado Osvaldo Resende, do Denarc.

Foram presos os paulistas Reginaldo Guimarães dos Santos, 38 anos, Edmar Oliveira Conceição, 30 anos e apreendido um adolescente de 17 anos, além do sergipano Josemar Gomes Maciel, 24 anos. A polícia apreendeu 15 quilos de cocaína pura, que seria vendida em Aracaju e no interior do Estado. Os policiais também apreenderam R$ 10.900 em dinheiro, com o grupo.

A delegada Katarina Feitoza, superintendente da Polícia Civil, destacou a importância do Disque Denúncia (181) para o combate ao tráfico de entorpecentes. "É uma ferramenta indispensável e que nos tem ajudado muito no combate ao crime", destacou Katarina, lembrando que um dos tópicos do planejamento estratégico da Polícia Civil é o combate ao crescimento da taxas de homicídios no Estado. "Sabemos que o tráfico está relacionado com os casos de homicídios, por isso prisões como essas são estratégicas para dirimir situações de tentativas de homicídios e homicídios", salientou Katarina.

Os adultos serão encaminhados para o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), onde ficarão à disposição da Justiça. Até encaminhamento para alguma unidade penitenciária de Sergipe. O adolescente será levado para o Centro de Atendimento ao Menor (Cenam).

Fonte: SSP/SE