Sergipe

13/07/2012 às 09h55

Júri popular condena acusados pela morte de comerciante em Itabaiana

Redação Portal A8

Maria Sônia devia dinheiro à vítima e foi a mentora do crime (Foto: Itnet)
Dois anos após o crime contra a comerciante Jaqueline Souza Mecena da cidade de Malhador, que chocou toda a população da região agreste, o Tribunal do Júri da 1.ª Vara Criminal da Comarca de Itabaiana, condenou Maria Sônia de Melo, 36 anos, e Ronaldo Mota dos Santos, 28 anos, acusados pela morte.
Já Ronaldo Mota executou o crime (Foto: Itnet)

O julgamento aconteceu no fórum Maurício Graccho Cardoso, e o júri decidiu pela condenação de Maria Sônia de Melo, autora intelectual do homicídio, e Ronaldo Mota dos Santos, executor do crime. Sônia recebeu uma pena de18 anos e seis meses, e Ronaldo 16 anos e seis meses de prisão, ambos em regime fechado.

O crime foi motivado por uma dívida no valor de R$ 3.700,00, que Maria Sônia tinha com Jaqueline, e o mesmo valor Ronaldo devia para Sônia. O crime ocorreu no carro da vítima, em um veículo Corolla, de cor azul, em 2010, onde a dupla atraiu a Jaqueline com a promessa de quitar o débito e no caminho à Itabaiana foi praticado o crime.


Fonte: Itnet