Sergipe

09/07/2012 às 15h41

Mais de 1.500 armas de fogo são recolhidas em Sergipe

Redação Portal A8

O Comitê Sergipano de Desarmamento entregou, nesta segunda-feira (9), ao secretário-adjunto da Segurança Pública, João Batista, um relatório sobre o recolhimento de armas de fogo ilegais no Estado de Sergipe. Os dados foram colhidos no período de maio de 2011 a maio deste ano.

O estudo mostra que Sergipe foi o segundo do Nordeste e o terceiro do Norte/Nordeste em recolhimento voluntário de arma de fogo. Durante um ano 295 armas foram recolhidas.

Na oportunidade, a Polícia Civil também divulgou o número de armas apreendidas em operações realizadas na capital e interior do Estado. Foram 1.065 armas apreendidas no interior e 380 na capital, somente em 2011. Nos cinco primeiros meses deste ano, 502 unidades já foram retiradas das ruas.

João Batista comemora os dados e diz que a arma tem que ser utilizada por pessoa habilitada. "A sociedade precisa se conscientizar de que a arma de fogo não traz segurança por si só, o que a sociedade precisa saber é que a melhor maneira de se proteger é denunciar pelo 181 onde a polícia pode apreender uma arma ilegal", destacou.

A campanha do desarmamento é permanente e quem decide pela entrega ainda recebe uma indenização que pode chegar a R$ 300.

Atualmente, os postos credenciados a receber armas na Polícia Civil são as Delegacias de Delitos de Trânsito (Dedt), Delegacia Plantonista (Deplan), Polinter, 3ª DM, 4ª DM, 5ª DM, 9ª DM, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro, além de todas as Delegacias Regionais do Interior.