Sergipe

14/11/2011 às 08h10

Polícia elucida latrocínio que vitimou segurança de joalheria

Redação Portal A8
Para o delegado Joel Ferreira não há mais dúvida da autoria do crime (Foto: Reprodução/ TV Atalaia)

Neste final de semana a Polícia Civil concluiu as investigações do latrocínio que vitimou o segurança Ivo dos Santos, morto na última quinta-feira (10) na porta de uma joalheria no centro da capital. Três homens foram presos por participarem da tentativa de assalto seguida de morte.

Os acusados foram identificados como Josevan Moreira de Jesus, Rafael Santana Reis e Carlos André Nascimento Silva. Para a polícia não há duvida do envolvimento do trio na morte do vigilante.

De acordo com o delegado Joel Ferreira, os tiros foram disparados pelo ex-presidiário Josevan Moreira, já Carlos André ficou na moto para auxiliar na fuga dos assaltantes. Segundo Joel, dois deles foram presos em casa e o terceiro trabalhava em uma oficina mecânica no momento da prisão.

Ainda de acordo com as investigações, a motivação do assassinato foi o roubo a joalheria, o trio não conhecia a vítima. Joel Ferreira também afirmou que não há nenhuma ligação dos acusados com os dois suspeitos libertados na sexta-feira. "Os dois homens presos e liberados em seguida não tem nenhuma relação com o crime, as investigações comprovaram que eles são inocentes e não há mais dúvidas de que o trio é responsável pelo latrocínio", declarou.

Tráfico

O delegado também informou que a família do ex-presidiário Josevan Moreira tem envolvimento com crimes. "A mãe identificada como Catarina foi presa por envolvimento com o tráfico e um irmão do ex-presidiário morreu por conta do tráfico de drogas", afirmou o delegado Joel Ferreira.