Sergipe

09/11/2011 às 14h26

Dupla que levou 18 mil em “saidinha de banco” é presa em flagrante pelo Cope

Redação Portal A8

Na manhã desta quarta-feira (9) a Polícia Civil, através do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), apresentou uma dupla de assaltante responsável pelo crime de "saidinha de banco" ocorrido na tarde desta terça-feira (8). Foram apresentados o ex-presidiário Manoel Luiz Pizi Nascimento, 26 anos, e Sandro dos Santos, 24 anos.

De acordo com a polícia, Sandro, que é ex-funcionário da vítima, tinha informações privilegiadas sobre o saque de um cheque que seria realizado na tarde de ontem na agência do Banco do Estado de Sergipe (Banese), localizada na Central de Abastecimento (Ceasa), bairro Getúlio Vargas. Ele, então, convidou o amigo de infância e ex-presidiário Manoel Luiz e seguiram a vítima. Quando o empresário saiu da instituição financeira foi seguido até sua empresa, localizada na avenida Hermes Fontes.

A dupla conseguiu entrar no local informando que estava acompanhando o empresário. Eles anunciaram o assalto utilizando uma arma de fogo. Na oportunidade foi levado R$ 18 mil. "Fomos acionados e logramos êxito em localizar o veículo utilizado pela dupla e conseguimos efetuar as prisões no momento em que eles entravam em uma casa no bairro Santa Maria", explicou o diretor do Cope, delegado Everton Santos.

A Polícia informou que dentro do carro foi encontrada uma carta com informações de um suposto assalto que seria realizado posteriormente na cidade de Carmópolis a um empresário do ramo de combustíveis.

Os policiais apreenderam um Gol, cor prata, o dinheiro roubado, que já foi devolvido ao empresário, placas de veículos, um capuz e a carta contendo informações sobre o assalto de Carmópois. "Eles informaram que a arma utilizada no crime foi adquirida na Feira das Trocas. Vamos investigar essa informação e tentar encontrar o armamento", destacou Everton.

A dupla está detida na carceragem do Cope e responderá por roubo majorado. Manoel tem passagem pela polícia por conta da participação de um assalto a empresa Pisolar. Ele ganhou liberdade no ano passado.

Fonte: SSP/SE