Sergipe

09/11/2011 às 09h21

Câncer de votos - Adiberto de Souza

Redação Portal A8

Câncer de votos

Enquanto portadores de câncer agonizam sem atendimento porque o acelerador linear do hospital de Cirurgia está quebrado, a classe política bate boca para saber quem é o pai do inexistente hospital do câncer. Em vez de reivindicarem recursos para equipar o setor de oncologia do Hospital de Urgência de Sergipe, alguns políticos preferem pousar para fotos defendendo um projeto com feição eleitoreira. Todos sabem que não será fácil arrancar R$ 60 milhões do governo federal para construir o hospital, porém falam como se a obra já fosse uma realidade. Na verdade, estão torcendo que, assim como o câncer provoca o crescimento desordenado das células, o ilusório hospital multiplique seus votos nas próximas eleições. Sabem que a unidade hospitalar em questão não ficará pronta - se ficar um dia - a tempo de salvar quem já padece de câncer, mas promovem pirotecnia para conquistar o apoio das famílias dos doentes. Isso é, no mínimo, desumano.

Leia o texto na íntegra