Sergipe

02/06/2011 às 07h51

Técnica da Semasc é ameaçada

Redação Portal A8

A técnica da Secretaria Municipal da Assistência Social e Cidadania de iniciais M. F. , tem sido ameaçada desde o último dia 27, através de telefonemas. Segundo o secretário do Semasc Bosco Rolemberg, a ameaça é decorrente das ações de retirada de famílias das áreas de risco do bairro Santa Maria.

"No último dia 27, a técnica da Semasc, responsável pelo levantamento de famílias que ocupavam área irregular, foi ameaça por telefone. E hoje, a técnica foi comunicada pela vizinha de que um homem estava em sua rua querendo saber onde reside a funcionária da Semasc. Por conta disso, viemos buscar a ajuda da Polícia Civil, para que as devidas providências sejam tomadas, pois não iremos permitir essa situação, nem vamos nos deixar intimidar por aqueles que estão contrários ao nosso trabalho em defesa das pessoas que realmente residiam em barracos e foram beneficiadas com o auxílio moradia", destacou Bosco.

E Na tarde desta quarta, 1°, o secretário visitou a superintendente da Polícia Civil, Katarina Feitosa, com o objetivo de solicitar proteção policial à vítima.

De acordo com a superintendente da Polícia Civil, Katarina Feitosa, todas as providências serão tomadas em defesa da funcionária pública para garantir a sua segurança. "Fomos notificados sobre o caso, encaminhamos a vítima para o registro do boletim de ocorrência e iremos tomar as providências necessárias para descobrir o autor da ameaça, pois não podemos permitir que a cidadã seja lesada no seu direito de ir e vir", disse Katarina.

Invasões

Nos últimos dois meses a Semasc, em parceria com a Emurb, Emsurb, Defesa Civil, Guarda Municipal, Samu, SMTT e Polícia Militar, realizou ações intensas que resultaram na remoção de 1.005 famílias das áreas de risco. Entre as invasões desocupadas estão a do Arrozal, Quirino e Água Fina.

As pessoas que foram removidas estão sendo encaminhadas a abrigos públicos mantidos pela prefeitura, enquanto outras estão recebendo auxílio moradia. No total, a Prefeitura de Aracaju já concedeu 530 auxílios moradia, além da distribuição de 108 cestas básicas, 111 colchões e 87 cobertores.

Com informações da Ascom/Semasc