Sergipe

30/05/2011 às 14h07

Ministério do Trabalho encontra irregularidades em plataformas da Petrobrás

De acordo com a equipe, os terceirizados são os que mais sofrem com a precariedade do local

Redação Portal A8

Durante uma semana de diligências nas plataformas da Petrobrás instaladas em Sergipe, o Ministério Público do Trabalho e auditores fiscais do Trabalho, encontraram trabalhadores em situação degradante. As visitas aconteceram de 23 a 27 deste mês.

Os procuradores do Trabalho constataram algumas irregularidades como: número excessivo de trabalhadores por alojamento, higiene precária, falta de iluminação nas rotas de fuga, atraso no fornecimento da refeição, entre outras.

De acordo com a equipe, os terceirizados são os que mais sofrem com a precariedade do local, além de serem submetidos a um regime de trabalho diferenciado.

A situação do embarque e desembarque de pessoas por meio de içamento de guindastes também é preocupante, por expor os trabalhadores a riscos de acidentes constantes.

Na reunião realizada na última sexta-feira (27) o MPT deu um prazo de 15 dias para que a Petrobrás se manifeste e apresente uma proposta objetiva de compromisso com soluções provisórias até o atendimento total da norma.

A operação foi executada pelo grupo móvel da Coordenadoria nacional do Trabalho Portuário e Aquaviário- CONATPA do MPT e teve como objetivo avaliar as condições de trabalho nas plataformas marítimas.

 

Com informações do MPT/SE