Sergipe

27/05/2011 às 14h09

Prefeito anuncia concurso para médicos

Os salários variam entre R$ 2.300,00 e R$ 6.000,00, de acordo com a especialidade e a carga horária

Redação Portal A8

Na manhã desta sexta-feira (27) o prefeito Edvaldo Nogueira anunciou a realização de concurso público para provimento de 109 vagas de médico da rede municipal, mais formação de cadastro de reserva. Ao todo, serão contratados 75 médicos emergencistas, 24 especialistas e 10 médicos da família. O anúncio foi feito no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, com a participação de secretários municipais, vereadores e profissionais da área da saúde.

De acordo com o prefeito Edvaldo Nogueira, o objetivo da Prefeitura é complementar o quadro de médicos da rede de saúde pública municipal. "A nossa meta é completar as vagas que existem para que possamos melhorar o funcionamento da saúde pública em nossa cidade. Nós temos um limite de contratação de 664 médicos na rede. Como a rotatividade de profissionais é alta, dispomos de 109 vagas para completar esse quadro", afirmou o prefeito.

Ainda segundo Edvaldo, uma das maiores dificuldades da PMA na contratação de médicos é a deficiência de profissionais disponíveis. "Sou defensor do aumento no número de vagas nos cursos de Medicina das universidades, para que tenhamos maior disponibilidade de médicos. É difícil encontrar bons profissionais que possam atuar na saúde pública", complementou.

Provas e inscrições

Elaboradas pela Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), as provas para os cargos de médico serão realizadas no dia 3 de julho. O período de inscrições terá início em 1º de julho e seguirá até o dia 19. Os profissionais aprovados já serão contratados no mês de agosto deste ano.

Os salários variam entre R$ 2.300,00 e R$ 6.000,00, de acordo com a especialidade e a carga horária. Edvaldo reconheceu que a remuneração dos médicos da rede municipal ainda não atingiram o patamar desejado, mas garantiu que a PMA está caminhando para um melhor entendimento com a categoria. "Tenho consciência de que os salários precisam ser melhorados, mas estamos buscando esse equilíbrio. Até o mês de agosto, seguimos dialogando com o sindicato para encontrar uma solução", afirmou Edvaldo.

Remuneração

O secretário municipal de Saúde, Sílvio Santos, também destacou a seriedade com que a secretaria trata os profissionais contratados e do serviço oferecido. "A discussão remuneratória da categoria médica é um processo que vem sendo construído desde o ano passado, através de mesas de negociações formadas para esse debate. Além disso, levaremos em conta também a produtividade", afirmou Sílvio.

Ainda segundo ele, a participação dos profissionais da categoria é fundamental em todo o processo de contratação, valorização e melhoria da remuneração dos médicos. "Nós estamos avaliando, juntamente com o sindicato, as experiências positivas, a forma de concretizar um padrão remuneratório que garanta melhores salários para os médicos. Mas também um processo de aferição de produtividade para que tenhamos como foco principal a melhoria da prestação de serviços à sociedade", complementou o secretário.

Unificação

Outra medida anunciada pelo prefeito é a intenção de unificar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) das redes municipal e estadual. "Não tem mais sentido nós termos serviços municipais e estaduais do Samu. O municipal foi criado na época que Marcelo Déda era prefeito e eu era vice. No entanto, depois que Déda assumiu o governo e institucionalizou o Samu estadual, não temos mais porque manter dois serviços iguais", afirmou Edvaldo, lembrando que o objetivo é melhorar o serviço de atendimento.

 

Fonte: PMA