Sergipe

13/05/2011 às 11h02

Denúncia de venda ilegal de casas no Santa Maria é discutida na Assembléia

Segundo denúncias, casas do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) estão fechadas e usadas como casas de veraneio

Redação Portal A8

A venda de casas populares na região do bairro Santa Maria, em Aracaju, foi discutida na Assembleia Legislativa de Sergipe. O deputado estadual Samuel Barreto disse que havia recebido desde ontem 42 e-mails, mensagens no celular e várias ligações sobre as denúncias de compra e venda ilegal de imóveis construídos pela Prefeitura de Aracaju para a população de baixa renda.

"Até as casas do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) estão fechadas e são usadas como casas de veraneio. Se fizer uma investigação tem como retomar estes imóveis. Vou ao Ministério Público Federal e já estive no Ministério Público Estadual para tratar das denúncias. O caso é pior do que imaginava", comentou o parlamentar.

Samuel Barreto declarou que as denúncias contra o líder comunitário conhecido como `Russo` surgem de todos os lados e muitas com documentos. "Há casos de pessoas que pegaram empréstimo de mil e duzentos reais para dar a Russo. Ele afirmava que trinta por cento das casas seriam (destinadas) para a associação dele. Fez reuniões e muitas pessoas venderam o que tinham para dar dinheiro a ele, e depois pagavam mais duas prestações de 350 reais".

"Vou na delegacia da região da Terra Dura e falarei com o delegado sobre esse inquérito. (Russo) Não é líder comunitário, é corretor. As casas do PAR já estão sendo vendidas em Aracaju, muitas pessoas que têm imóveis ganharam casas populares. Vamos à Caixa Econômica tratar do assunto porque as casas precisam ser entregue a quem precisa", declarou o deputado, que avisou: não vai deixar o assunto ser esquecido. "Existe dinheiro dos governos federal e municipal. Essa ganância tem que acabar. Gente que tem poder político tem, direito a casa do PAR", lamentou.

Com informações da AAN