Sergipe

13/05/2011 às 10h44

OAB quer agilidade nas investigações de crime contra professor

O presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, vê com preocupação a incidência da violência no Estado de Sergipe

Redação Portal A8

O presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, vê com preocupação a incidência da violência no Estado de Sergipe. A OAB/SE recebeu com tristeza e comoção a notícia sobre a morte do professor Celso Milton de Oliveira Menezes, que é irmão do advogado Cláudio Miguel de Oliveira, presidente da Comissão de Direitos Humanos da entidade.

Ele foi assassinado brutalmente em Lagarto e o corpo será sepultado nesta sexta-feira, 13, pela manhã naquela cidade, onde ele viveu 35 anos. Ele é natural de Malhador e fixou residência em Lagarto desde 1976.

Nesta quinta-feira, 12 Carlos Augusto manteve contato com o secretário de Estado João Eloy de Menezes, da Segurança Pública, oportunidade em que cobrou rigor e celeridade nas investigações e solicitou informações sobre os procedimentos adotados por aquela pasta para elucidar o crime e prender os criminosos.

O secretário João Eloy informou ao presidente Carlos Augusto que as investigações já tinham sido iniciadas e que a SSP já atuava com uma linha de investigação delineada. Além do delegado local, João Eloy informou ao presidente da OAB/SE que teria designado um outro delegado de Polícia para desenvolver, conjuntamente, as investigações de forma a identificar e prender os criminosos em menor curto espaço de tempo.

Fonte: OAB/SE