Sergipe

10/05/2011 às 11h31

Sesc realiza Projeto Dramaturgia nesta terça (10)

Redação Portal A8

Começa nesta terça-feira (10) e se estende até o dia 12 de maio, das 18 às 22h, na Unidade Centro, o Projeto Dramaturgia - Leituras em Cena 2011 que tem como objetivo estimular a prática de leituras de textos teatrais.

O projeto foi desenvolvido em três etapas: a primeira trata-se de uma oficina de 12h que será ministrada por Symone Strobel, do Rio de Janeiro, tendo como foco a análise do texto dramático e técnicas de leitura encenada.

A segunda etapa, de 16h, terá a participação de diretores sergipanos e está dividida em quatro dias de trabalho, que serão definidos com os núcleos de estudos. Na última etapa se concentrarão as apresentações das leituras dramáticas seguidas por debates, considerando as escolhas estéticas, as possibilidades e potencialidades do texto e da leitura, estimulando possíveis montagens. As leituras dramáticas são públicas.

Biografia

Symone Strobel formou-se pela Uni-Rio em Interpretação e Licenciatura após ter estudado no Tablado e na Cal, no RJ. No teatro, trabalhou e estudou com Hamilton Vaz Pereira, Roberto Bomtempo, Domingos de Oliveira, Maria Clara Machado, Cacá Mourthé, Bernardo Jablonski, Walter Lima Junior, Amir Haddad, Débora Colker e com a Cia Pequod teatro de animação. Participou de workshops e oficinas com o "Odin Teatret", e seu diretor EugênioBarba.

É professora de interpretação do Teatro Miguel Falabella, no RJ, dirigido por Daniel Herz e fundou em 2008 a "Hospedaria Cia de Teatro" com o diretor João Marcelo Pallottino. Seus trabalhos mais recentes em teatro são: o monólogo "A Religiosa", de Diderot (em cartaz); "Espia uma Mulher que se Mata", adaptação do Tio Vânia, de Tchecov pelo dramaturgo argentino Daniel Veronese; "Chuva Ácida" (Festival de Inverno Sesc Rio); "Entre Quatro Paredes", de J. P. Sartre; "O Balcão", de Jean Genet; "Guernica", de Fernando Arrabal e o musical "Noel, Feitiço da Vila".

Estímulo à leitura e arte

Segundo o coordenador de Cultura do Sesc, André Santana, a oficina tem como proposta fazer uma releitura contemporânea do clássico Tio Vânia, de Tchekhov, analisando a adaptação feita pelo dramaturgo argentino Daniel Veronese, em "Espia Uma mulher que se Mata" e, desta forma, evidenciar a atualidade do texto e o valor da obra deste célebre dramaturgo russo.

O objetivo é observar a dinâmica textual através de diálogos ágeis, focados na intensidade dos dramas e relações familiares, onde a intimidade provoca embates, desnuda relações e revela os fracassos e as angústias da existência humana. Através de exercícios que potencializem a palavra e a expressividade dos atores, promover uma leitura concisa, visceral e intimista, que dialogue com o clássico e ao mesmo tempo proponha a investigação de linguagens na relação ator-texto-encenação.

Com informações da Ascom/Sesc