Sergipe

03/05/2011 às 17h51

Sergipe tem mais de 300 mil pessoas em situação de extrema pobreza

Redação Portal A8

O Brasil tem 16.267.197 pessoas vivendo em situação de pobreza extrema, o que equivale a 8,5% da população, segundo dados preliminares do Censo realizado pelo IBGE e divulgados nesta terça-feira pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Em Sergipe o número de pessoas nesta situação é de 311.162, distribuídas em 74.688 domicílios.

Apesar dos altos índices, Sergipe tem os menores registros entre os estados da região Nordeste. Ainda de acordo com os dados do IBGE, a maior concentração de pessoas em situação de pobreza extrema em Sergipe está na zona rural, são 158.223. Já nas zonas urbanas esse número é um pouco menor 152.939. A pesquisa também mostrou que 29.503 famílias sergipanas sobrevivem sem nenhum tipo de rendimento.

Para definir o número de brasileiros em extrema pobreza, o IBGE considerou as famílias com renda mensal igual ou inferior a R$ 70. Além da renda, foram levadas em conta condições como a existência de banheiros nas casas, acesso à rede de esgoto e água e à energia elétrica. O IBGE também avaliou se os integrantes da família são analfabetos ou idosos.

Dos 16,2 milhões em extrema pobreza, 4,8 milhões não tem nenhuma renda, segundo o IBGE. As regiões com os maiores índices da população em situação de miséria são Nordeste (com 18,1%) e Norte (com 16,8%). Estas regiões tem 75% dos brasileiros vivendo em pobreza extrema.

Nesta terça-feira, o governo federal anunciou a criação do Programa Brasil Sem Miséria, plano que envolve transferência de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva da população em pobreza extrema.