Sergipe

30/04/2011 às 14h23

Prefeitura intensifica ações de prevenção a alagamentos

Redação Portal A8

A Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), realiza todos os anos as ações do ‘Programa de Prevenção de Alagamentos`, que promove a limpeza do sistema de drenagem nos principais pontos de alagamento da cidade. A partir de dados obtidos através dos institutos que medem a previsão do tempo é feito um diagnóstico preliminar. Depois disso a empresa intensifica as ações de manutenção da rede como desobstrução e reposição de tampas de boca de lobo, além de substituição de recuperação de tubos danificados.

Além dos altos índices pluviométricos que incidem nessa época do ano, os focos de alagamento podem ocorrer em virtude de outros fatores. No caso da capital sergipana, o lixo jogado indevidamente nas ruas também contribui para o surgimento de pontos de acúmulo de águas. O nível das marés e a formação geológica do terreno onde se situa a capital, também favorecem a ocorrência do fenômeno.

O primeiro fator interfere nas vias que estão nas proximidades de canais que sofrem a influência do fenômeno das marés. Um exemplo desse quadro são as avenidas Beira Mar e Francisco Porto. Quando o nível das águas está elevado, mesmo em dias de pouca chuva, pode haver a formação de pontos de alagamento. Já um exemplo da influência da formação geológica do terreno pode ser observado na zona de expansão da cidade. Tecnicamente, no local, não há a formação de pontos de alagamento, mas de áreas de charco naturais. As enchentes nesses locais fazem parte do ciclo biológico das espécies animais que vivem nesse tipo de ecossistema alagadiço.

Acúmulo de lixo

Embora esses fatores interfiram na configuração do sistema de drenagem da capital, em Aracaju o principal fator de acúmulo de águas nas vias é ainda o lixo jogado indevidamente nas vias. Mesmo com o trabalho preventivo realizado pelo município, o lixo lançados nas ruas escorrem para as bocas de lobo, comprometendo a vazão das águas e, nos casos mais graves, interrompendo totalmente o fluxo nos tubos do sistema.

No período de chuvas, a Emurb duplica a capacidade de atendimento dos serviços de desobstrução da rede de drenagem. São cerca de 100 profissionais divididos em 11 equipes que trabalham de segunda a sexta em vários bairros da cidade. Nos fins de semana, a empresa ainda mobiliza quatro equipes aos sábados e duas equipes no domingo para atender a demandas emergenciais da população, principalmente em vias de grande fluxo de veículos.

Cronograma

Com o aumento do volume de chuvas essa semana, a Emurb está intensificando o monitoramento às principais áreas da cidade com focos de alagamento. A empresa trabalha em pontos estratégicos das ruas Rafael de Aguiar, Acre, Santa Catarina, Urquiza Leal, Zaqueu Brandão, Claudio Batista, Dom Bosco, Nossa Senhora das Dores, Atalaia, Aloísio Campos, Espírito Santo, Amapá, Sergipe, Distrito Federal e nas avenidas Mariano Salmeron, Edézio Vieira de Melo, Coelho e Campos, Simeão Sobral, Adélia Franco, Hermes Fontes, Beira Mar, Paulo Barreto de Menezes, Delmiro Golveia, João Ribeiro, Visconde de Maracaju, Pedro Calazans, Ivo do Prado, Francisco Porto, Acrísio Cruz, Euclides Paes Mendonça, Augusto Maynard e Desembargador Maynard.

 

Fonte: PMA