Sergipe

22/11/2010 às 15h42

Sergipe amplia rede de atenção oncológica infantil

A partir desta terça crianças e adolescentes com câncer vão dispor de mais um serviço de referência

Redação Portal A8

A partir desta terça-feira (23) os sergipanos poderão dispor de mais um serviço de referência para crianças e adolescentes com câncer: o Serviço de Onco-Hematologia Pediátrica, SOHEP, administrado pela Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe, Avosos.Na ocasião, será inaugurada a Unidade Hospitalar do Serviço, em parceria com o Hospital São José, para os casos de internamento de pediatria oncológica.

Para a oncologista pediátrica, Daniella Caldas Amorim, uma das responsáveis pelo novo serviço, o fator determinante para o sucesso do tratamento é o tempo que se leva desde o início da doença até o começo do tratamento. "É necessário estarmos atentos para a ocorrência de sinais e sintomas sugestivos que na primeira suspeita devem ser investigados", enfatizou a médica.

O novo passo da instituição pode ser comemorado por todos que fazem parte da entidade como uma grande vitória. "Este sempre foi o nosso grande sonho. Nosso trabalho sempre foi focado em fazer o melhor para nossas crianças e adolescentes. Um novo passo que ajudará a salvar mais vidas", destacou Tia Ruth, presidente e fundadora da Avosos.

A inauguração da Unidade Hospitalar do SOHEP, acontecerá na data em que se comemora o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil, 23 de novembro, momento em que se enaltece ações preventivas, promovendo e difundindo avanços técnico-científicos relacionados à doença. A solenidade será realizada, às 9h30, no Hospital São José, localizado na Avenida João Ribeiro, 846.

No Ambulatório de Oncologia e Hematologia Pediátrica, na sede da Avosos, inaugurado em julho, oferece gratuitamente consultas e exames para pacientes com suspeitas do câncer infantojuvenil, além de disponibilizar o tratamento para os casos confirmados. Os pacientes são encaminhados pelas Unidades de Saúde com sinais e sintomas da doença, sendo disponibilizados uma rede interna e externa de serviços para a agilidade no diagnóstico.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, o INCA, o progresso no desenvolvimento do tratamento do câncer na infância foi espetacular nas últimas quatro décadas. Estima-se que em torno de 70% das crianças acometidas com câncer podem ser curadas, se diagnosticadas precocemente e tratadas em centros especializados.

Fonte: ASCOM/AVOSOS