Sergipe

20/11/2010 às 07h47

Ministério Público combate a atuação de falsos guias de turismo em São Cristóvão

O Ministério Público de Sergipe realizou Audiência Pública para tratar de assunto referente à existência de guias de turismo clandestinos na cidade

Redação Portal A8

O Ministério Público de Sergipe, através da Promotoria de Justiça Especial de São Cristóvão, realizou Audiência Pública com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, com a Secretaria de Estado da Cultura, a Empresa Sergipana de Turismo - EMSETUR e com o Município de São Cristóvão, para tratar de assunto referente à existência de guias de turismo clandestinos atuando naquela Cidade. O fato foi divulgado na última quinta-feira, (18) no site do Ministério Público de Sergipe.

De acordo com o Sindicato dos Guias de Turismo de Sergipe, existem diversas pessoas trabalhando como guia turístico de forma clandestina no Centro Histórico de São Cristóvão. Tais pessoas não possuem habilitação ou cadastro no Instituto Brasileiro de Turismo - EMBRATUR. Ainda segundo o Sindicato, tais guias constrangem, ameaçam e agridem os turistas que não desejam contratar os seus serviços.

Durante as investigações empreendidas pelo MP, verificou-se que a atuação clandestina desses "guias" são feitas sem a preparação técnica especializada, motivo pelo qual são passadas informações inverídicas e em desconformidade com a realidade histórica do local.

Segundo O Promotor de Justiça, Dr. Augusto César Leite de Resende, os "guias" passam informações incorretas, tais como: "houve um encontro entre Pedro Álvares Cabral e Dom Pedro II na Praça São Francisco", ou ainda: "o Centro Histórico de São Cristóvão foi outrora bombardeado pelos nazistas durante a 2ª Guerra Mundial". Segundo Dr. Augusto, tais informações denigrem a imagem não só de São Cristóvão, mas de todo o Estado de Sergipe.

Por essa razão, o Município de São Cristóvão, com o apoio do IPHAN, do Serviço Brasileiro de Apoio à Pequenas Empresas - SEBRAE, do Instituto Federal de Ensino de Sergipe e da Universidade Federal de Sergipe - UFS, promove um curso de formação e capacitação profissional para informantes de turismo, com 75 (setenta e cinco) alunos já matriculados que, ao final do curso, serão submetidos a uma avaliação.Os aprovados serão cadastrados pelo Município para que estejam aptos a recepcionar o turista com educação e profissionalismo.

Também foi requisitada instauração de Inquérito Policial a fim de apurar a prática dos crimes de constrangimento, ameaça e exercício ilegal de profissão por parte dos falsos guias.