Sergipe

17/11/2010 às 08h24

Política e Cotidiano

Redação Portal A8

Audácia da pilombeta

Sergipe pode ser pobre e culturalmente atrasado, mas em uma coisa orgulha-se de ser igual à Nova York e Paris: no horário de funcionamento de seus museus. Assim como o Metropolitan Museum e o Luvre, o Museu de Sergipe, em São Cristóvão, também não funciona nos feriados. Este foi o prosaico argumento do governo para rebater as críticas de turistas que, segunda-feira, foram visitar a cidade e encontraram tudo fechado. Ora, o Luvre e o Petropolitan Moseum não abrem nos feriados porque recebem milhares de visitantes nos dias úteis. Ademais, Paris e Nova York oferecem inúmeras outras atrações quando seus museus estão fechados. Pobre, violenta e mal administrada, São Cristóvão deveria aproveitar sua bela arquitetura, museus e igrejas para atrair visitantes nos feriados prolongados e, com isso, gerar empregos e renda para seus habitantes. Mas não. No entender de nossas autoridades, se isso acontecer, a quarta cidade mais antiga do país perde a semelhança com as grandes metrópoles. Convenhamos, é muita audácia da pilombeta.

Dinheiro à vista

A Câmara Municipal de Aracaju será visitada hoje pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B). Ele vai entregar pessoalmente aos vereadores o projeto de Orçamento da capital para 2011. O valor orçado pelos técnicos da Prefeitura é superior a R$ 1 bilhão, bem maior do que os R$ 160 milhões aprovados pelo Legislativo aracajuano em 2001. Como tem maioria na Câmara, Edvaldo não está preocupado com a aprovação do Orçamento.

Além fronteira

Graças ao financiamento de R$ 18,9 milhões junto ao Banco Mundial, a Deso iniciará, já no próximo ano, um projeto piloto de controle e combate das perdas de água em Aracaju. Foi o que garantiu o presidente da empresa, Max Montalvão, ao Portal norte-americano Business New Américas, voltado para a América Latina. Com chamada de 1ª página, a entrevista apresenta as várias ações desenvolvidas desde 2007 visando reestruturar a Deso, e propostas focadas em abastecimento e esgotamento sanitário.

Bom de ‘mé`

O deputado estadual André Moura (PSC) garante que o prefeito de Pirambu, José Nilton (PMDB), não tem qualquer respeito pelos professores municipais. O parlamentar conta que o peemedebista faz uma péssima administração e não liga para os problemas dos servidores. Segundo André, a situação é tão deplorável que outro dia o prefeito chegou completamente bêbado numa reunião na Câmara de Vereadores. Homem, vôte!

Mosquito importante

E quem está em Aracaju é o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Veio fazer uma avaliação e apontar novo direcionamento da política contra a dengue. Ele vai se reunir com o governador em exercício, Belivaldo Chagas, prefeitos, secretários de Saúde e gestores municipais e estaduais das áreas de Infraestrutura, Educação, Meio-Ambiente e Defesa Civil. Para se ter uma idéia dos estragos praticados pelo mosquito, de janeiro a setembro passado, foram notificados 1.440 casos de dengue em Sergipe.

Mídia em debate

Acontece hoje no Sindicato dos Bancários, em Aracaju, o debate sobre estrutura de comunicação em Sergipe. Serão palestrantes o advogado Thiago Oliveira, representando o Instituto Braços; George Washington, presidente do Sindicato dos Jornalistas; e o professor César Bolaño, coordenador do Observatório de Economia e Comunicação da Universidade Federal de Sergipe. A platéia será formada por sindicalistas, estudantes, professores e trabalhadores. Legal!

Contra a CPMF

E que se declarou radicalmente contra a volta da CPMF foi o deputado federal Pedrinho Valadares (DEM). Ele estranha que alguns políticos e setores ligados ao governo federal estejam aventando a volta do chamado imposto do cheque como forma de tributar mais ainda os brasileiros. "Esse debate deveria ser travado no período eleitoral e não agora após a eleição presidencial", diz Pedrinho. Segundo ele, se aprovada a CPMF servirá apenas para aumentar o caixa do governo, pois o que é arrecadado não vai para o sistema de saúde. Bravo, deputado!

Empreendedorismo
Empreendedores sergipanos estão aproveitando os serviços oferecidos pelo Sebrae durante a Segunda Semana da Formalização, que prossegue até sábado próximo. Além de orientar no processo de cadastramento para se tornar Empreendedor Individual, os consultores do Sebrae estão orientando sobre quem pode se cadastrar e ministrando treinamentos rápidos na área de gestão. O principal objetivo é sensibilizar as pessoas sobre as vantagens de ser empreendedor e estimular a formalização dos pequenos negócios.
Morrer sozinho

Reunido ontem em Brasília, o DEM decidiu morrer sozinho a ter que se fundir ao combalido PSDB. Para manter viva entre os filiados a falsa esperança de crescimento, o partido anunciou lançamentos de candidaturas próprias às prefeituras em 2012, aos governos estaduais e à Presidência da República em 2014. A coluna aposta uma mariola como o DEM não sobrevive muito tempo, pois boa parte de seus filiados vai abandonar o barco furado antes que ele afunde de vez. Em Sergipe, já tem demistas discutindo o ingresso em outros partidos.

Do baú político

No final da década de 60, o MDB tentou sem sucesso cassar o mandato do deputado estadual Pedro Garcia Moreno, que se elegeu pelo partido e depois mudou de mala e cuia para a Arena. Em seu blog Educação e História, o professor Jorge Carvalho revela que os emedebistas sem mandatos também eram ‘paquerados` pelos governistas, "que ofereciam empregos e outras benesses do poder público, desde que aderissem à Arena". Entrevistado pelo educador, o empresário Luiz Antônio Teixeira conta uma passagem interessante: no final de 1968, o deputado federal Augusto Franco chamou Oviedo Teixeira e os filhos José Carlos e o próprio Luiz para um encontro na casa dele. Durante a reunião, os emedebistas foram convidados a aderir à Arena. Foi então, que Oviêdo saiu com essa: "Doutor Augusto, a Arena é um supermercado muito bonito, muito bacana, cheio de atração, tem muito doce e muita gente. O nosso MDB é um botequim pequenininho, mas se o senhor quiser participar de um negócio pequeno, está convidado a se filiar ao MDB". A conversa acabou ali.

Clique aqui e confira resumo dos jornais