Sergipe

09/11/2010 às 18h20

Polícia apreende 15 kg de crack que vinham de SP

A droga estava dividida em pacotes dentro de uma sacola em um ônibus que vinha de São Paulo

Redação Portal A8

 

O trio é acusado e participar do tráfico das drogas que vinham de SP (Foto: Jadison Simões)

Durante a tarde desta terça-feira (09) o Departamento de Narcóticos (Dipol) da Polícia Civil apresentou detalhes da prisão de um homem com 15 quilos de cocaína e dois quilos de maconha em Aracaju. O traficante Thiago Borges dos Santos, 23 anos, estava num ônibus que vinha de São Paulo e trazia a droga dividida em pacotes dentro de uma sacola. A encomenda foi feita por um interno do presídio de Tobias Barreto, com a ajuda da esposa de outro preso, que também foi detida.

 

Segundo a diretora do Denarc, delegada Aliete Melo, Thiago é sergipano de Ilha das Flores e estava foragido de uma casa de detenção na capital paulista desde agosto deste ano, quando obteve liberdade temporária no Dia dos Pais e não mais retornou à unidade. Ele aguardava julgamento por tráfico de drogas em São Paulo e respondia em liberdade em Sergipe por um roubo ocorrido em Barra dos Coqueiros

"Para tentar não ser identificado, Thiago usava a cédula de identidade do irmão dele, Eduardo Leandro Santos, 20 anos, que já é falecido. Então, além de ter sua situação complicada perante à justiça, pela evasão do cárcere, ele responderá agora por mais um processo por tráfico de narcóticos e mais outro por falsidade ideológica. ", explicou a delegada.

Encomenda

O acusado morava há cinco anos em São Paulo antes de ser preso por tráfico e voltou ao crime ao conseguir escapar da unidade onde estava detido. Ao retornar a Sergipe ele foi contratado para fazer o transporte da droga da capital paulista para Sergipe pelo presidiário Emerson Santos da Conceição, 24, que cumpre pena de nove anos de reclusão por tráfico de drogas no Presídio Manoel Barbosa de Souza, no município sergipano de Tobias Barreto, distante 127 quilômetros de Aracaju.

A negociação teria sido intermediada pela dona-de-casa Andréa Barbosa Silva, 21, esposa de um colega de cela de Emerson e também foi presa na capital sergipana. "Ela pagou R$ 1 mil a Thiago para ele ir a São Paulo buscar a droga e foi presa diante dos indícios que levantamos durante toda a investigação, que é continuação de outro caso, envolvendo a prisão de Emerson. Todo esse trabalho contou com o apoio da Dipol [Divisão de Inteligência da Polícia Civil]", acrescentou Aliete.

 

Fonte: SSP/SE