Sergipe

30/10/2010 às 18h01

Eleições 2010 (2º turno): Policiais militares embarcam para o interior

Redação Portal A8

Cerca de 200 policiais militares atuantes na capital deslocaram-se na manhã deste sábado, (30), para reforçar o policiamento ostensivo nos 744 pontos de votação localizados nos 70 municípios do interior sergipano.

Antes de tomar destino, contudo, o efetivo concentrou-se no pátio do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), no bairro América, onde foi orientado por oficiais sobre o serviço que será desempenhado no dia e na véspera das eleições. Após as instruções, os policiais seguiram em oito ônibus aos seus respectivos postos de trabalho.

De acordo com o chefe de operações do Comando do Policiamento Militar do Interior (CPMI), major Ianderson Coutinho Maia, que esteve à frente do planejamento das ações do CPMI para o primeiro e segundo turnos, compreendendo 29 zonas eleitorais, a expectativa é que o pleito se dê de forma segura e tranquila neste segundo turno.

"Permanecemos com a estratégia de trabalho desenvolvida no primeiro turno, com um efetivo total de 2.168 policiais militares atuando no interior do Estado. Destes, 1.488 serão empregados na guarda das urnas e os demais distribuídos entre o patrulhamento periférico e o policiamento ordinário dos municípios e povoados", explicou major Ianderson.

De acordo com o oficial, os municípios e povoados receberão ainda o reforço de unidades especializadas da Polícia Militar no domingo de votação. "Cada área atendida pelo 2º, 3º, 6º e 7º Batalhões terá o apoio de dez homens do Grupo de Ações Táticas do Interior (GATI) e de 17 militares do Batalhão de Choque (BPChq), que estarão de prontidão para atender eventuais ocorrências durante o pleito.

Já os municípios atendidos pelo 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), a exemplo de Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores, Aquidabã e Canindé do São Francisco, contarão com o apoio do Pelotão Especial de Policiamento em Área de Caatinga (PEPAC) e do Choque", ressaltou o major, frisando oportunamente que o policiamento ordinário, tanto da capital quanto do interior, permanece sem alteração.

Da mesma opinião compartilha o soldado Jeferson Silva, lotado no Pelotão de Comandos e Serviços do 6º Batalhão de Polícia Militar (PCSv/6º BPM), que acompanha o oficial responsável pela fiscalização do policiamento ostensivo dos 38 colégios eleitorais situados na cidade e nos povoados do município de Estância, a 68 quilômetros de Aracaju.

"Durante o primeiro turno, o serviço foi tranquilo e a única ocorrência que atendemos foi de desacato por parte de um cidadão que descumpriu a ‘lei seca`, instituída pelo juiz Paulo Marcelo Silva Ledo, através da qual fica proibida a venda e o consumo de bebida alcoólica desde a meia-noite do sábado que antecede as eleições até as 20 horas do domingo", relatou o militar. "Para este segundo turno, a ‘lei seca` continua, mas a tendência é que o pleito transcorra dentro da normalidade, já que somente dois candidatos estão na disputa pelo poder", concluiu.

O subcomandante da Polícia Militar, coronel Eduardo Santiago, esteve presente no CFAP e garantiu o mesmo empenho da tropa para o segundo turno. "A segurança para as eleições este ano foi planejada de tal forma que o policiamento ostensivo ordinário da capital e do interior não sofra solução de continuidade. Em Aracaju, mais de 150 policiais militares estarão à disposição da comunidade, reforçando a segurança da população no sábado e no domingo. Esperamos que os eleitores e partidos se comportem de maneira tranquila, em virtude do feriado prolongado, e que obtenhamos o mesmo sucesso alcançado durante o primeiro turno", enfatizou o subcomandante da PM.

Com informações da PM/Se