Sergipe

22/10/2010 às 14h50

Produtores de leite de Sergipe recebem 27 tanques de resfriamento

A iniciativa visa melhorar a entrega diária do produto a 33,5 mil famílias sergipanas beneficiadas

Redação Portal A8

Mais de 1,5 mil agricultores de Sergipe são beneficiados com a entrega de 27 Centros Comunitários de Produção com tanques de resfriamento de leite. Nessa quinta-feira (21), em Poço Redondo, houve ato de entrega, durante a Semana Mundial de Alimentação. O benefício é resultado de uma parceria foi feita entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o governo do Estado.

"A iniciativa significa melhorar a realidade dos pequenos produtores que fazem parte do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) na modalidade PAA Leite", explicou o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS Crispim Moreira. "Devemos celebrar a parceria, mas também o principal ator dessa cooperação, os agricultores organizados. É com organização que vamos produzir desenvolvimento local e regional. A experiência de Sergipe é referência para nós, que operamos o programa do leite", avaliou.

O presidente da cooperativa, João Gomes, agricultor e beneficiário do PAA Leite há seis anos, "o programa valorizou o leite da região, estabilizou o preço. É uma renda garantida para a família. Tanto faz no inverno ou no verão, temos garantida a venda da produção".

Os Centros Comunitários são abrigos com 27 tanques de resfriamento de leite construídos em 12 municípios: Poço Redondo, Aquidabã, Carira, Canindé do São Francisco, Frei Paulo, Gararu, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória, Pinhão, Poço Verde, Porto da Folha e Tobias Barreto. Até a primeira quinzena de novembro, serão entregues 13 caminhões, que também integram os centros. A iniciativa visa melhorar a entrega diária do produto a 33,5 mil famílias sergipanas beneficiadas pelo programa em 35 municípios.

A construção das unidades atende à obrigatoriedade da Instrução Normativa nº 51, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que determina que, duas horas após a ordenha, o leite cru deve ser mantido refrigerado a 4ºC ou menos. A instalação conta ainda com a cooperação técnica dos ministérios das Minas e Energia (Luz para Todos) e do Desenvolvimento Agrário (MDA). Além de Sergipe, o MDS já entregou tanques no Ceará e no Rio Grande do Norte. A meta é instalar 222 tanques em estados atendidos pelo PAA Leite.

Programa

O Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade Leite (PAA Leite) estimula a produção e assegura o consumo diário, fortalecendo a cadeia produtiva por meio da geração de renda e da garantia de preço do produto da agricultura familiar, diminuindo a vulnerabilidade social com o combate à fome e à desnutrição. Sergipe compra o litro de leite a R$ 1,23; cada pequeno produtor recebe R$ 0,71 e o laticínio, R$ 0,52. O PAA Leite adquire até 30 litros por dia de cada produtor, que pode fornecer ao programa até R$ 8 mil por ano. Para atender aos produtores de 29 municípios do Estado, o MDS disponibiliza recursos de R$ 26,1 milhões.

O leite adquirido é beneficiado em laticínios contratados pelas associações de produtores e entregue às famílias em situação de insegurança alimentar. Destina-se a crianças entre 6 meses e 6 anos, idosos a partir de 60 anos, pessoas com deficiência que não recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), gestantes, nutrizes e pessoas que apresentem estado de desnutrição comprovada.

 

Com informações da ASCOM/MDS