Sergipe

22/10/2010 às 08h23

Consultor do Ministério da Saúde promove palestra sobre drogas em Aracaju

O psicólogo e consultor do Ministério da Saúde, Décio Castro Alves promoveu uma palestra sobre redução de danos no combate ao crack e outras drogas

Redação Portal A8


O psicólogo e consultor do Ministério da Saúde, Décio Castro Alves promoveu uma palestra sobre redução de danos no combate ao crack e outras drogas na tarde dessa quinta-feira (21) no Palácio dos Despachos.

A palestra contou com a participação de autoridades e profissionais da área de saúde (Foto:Marcos Rodrigues )

O objetivo foi discutir e debater experiências vivenciadas na abordagem dos problemas relacionados ao consumo de drogas, com foco específico na redução de danos.
Participaram do encontro os representantes de diversas secretarias e órgãos da administração estadual, que formam o grupo de trabalho do Plano Estadual de Enfrentamento e Combate ao Crack e Outras Drogas, além de representantes de segmentos como a União Sergipana de Estudantes Secundaristas (Uses), dentre outros.

Décio Castro (Foto:Marcos Rodrigues )

Durante mais de duas horas o palestrante expôs pontos de vista, fez relato de experiências e propôs reflexões sobre toda a problemática que envolve a abordagem aos problemas relacionados ao consumo de drogas na sociedade brasileira. A multiplicidade de fatores relacionada com a questão foi o pano de fundo para os debates estabelecidos entre os representantes dos diversos segmentos, enfatizando a importância da ação articulada entre os diversos entes que participam da mobilização.

"O que vemos em Sergipe é uma iniciativa corajosa, pioneira e importante do Governo do Estado ao propor uma abordagem integrada da questão. Essa é uma vantagem comparativa muito significativa, e o grande fato é que já é possível perceber uma mudança na compreensão da questão das drogas", apontou Décio Alves.

Segundo ele, a ação articulada entre os entes envolvidos no atendimento aos usuários, bem como a observação das peculiaridades de cada localidade onde o problema é abordado, formam o contexto mais adequado para a conquista de efetivos resultados tanto na prevenção, quanto no combate ao uso de entorpecentes.

Com informações da ASN