Sergipe

21/10/2010 às 09h54

Policiais prendem acusados de estelionato em Porto da Folha

Redação Portal A8

Foram presos em flagrante, Carlos de Oliveira Cruz, Jane Márcia Santos Conceição e Tânia Vieira da Rocha, após terem furtado a quantia de R$ 930 de João Rafael dos Santos, na cidade de Nossa Senhora da Glória, distante a 126 km de Aracaju. Oriundo do estado da Bahia, o grupo é acusado de aplicar golpes e levar das vítimas uma quantia razoável de dinheiro. A prisão aconteceu terça-feira (19) e divulgada nessa quarta (20) pela Polícia Militar.

Políciais do Pelotão Especial de Policiamento em Área de Caatinga (PEPAC) prenderam em flagrante (Foto:PEPAC)

O golpe funcionava da seguinte forma: eles verificavam os clientes do banco que sacavam uma grande quantidade de dinheiro e abordavam a vítima, solicitando que esta segurasse uma certa quantia de dinheiro em espécie - uma nota de R$ 100 ficava em cima de várias outras notas de R$ 2.

"Desta forma ganhavam confiança da vítima e depois solicitavam que ela fosse a uma loja próxima e que, por sua segurança, deixasse o dinheiro sacado com um dos integrantes da quadrilha, que se passava por amigo. Inocentemente, a vítima ia e, quando retornava, os meliantes já haviam escapado do local, em posse do montante sacado pela vítima no momento anterior", explicou o tenente Manoel Oliveira, comandante do PEPAC.

Apreensão (Foto:PM/Se )

 

Depois do golpe, os suspeitos fugiam em um veículo Fiesta de cor prata. Em posse dessa informação, policiais do Pelotão de Caatinga iniciaram buscas na região e localizaram o veículo e os acusados, na cidade de Porto da Folha. Em posse deles, foram apreendidos dois cheques num valor total de R$ 21 mil além de aproximadamente de R$ 4,8 mil em espécie, cinco aparelhos celulares, cartões de crédito e maconha.

Os envolvidos, bem como o material apreendido, foram apresentados na delegacia de Nossa Senhora da Glória. Segundo informações do delegado Samuel Souza de Brito Oliveira, que está à frente do caso, a quadrilha já vinha sendo investigada pela Polícia Civil e costumava atuar em toda a região do sertão sergipano.

Com informações da PM/Se