Sergipe

06/09/2010 às 15h24

Professores denunciam abuso de poder durante protesto

Os professores informaram que seguranças contratados pela prefeitura fizeram ameaças físicas

Redação Portal A8

Professores do município de Boquim denunciaram que durante o desfile cívico realizado na cidade foram impedidos de usar um carro alegórico para o protesto. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Síntese), os professores informaram que seguranças contratados pela prefeitura usaram da intimidação e de ameaças físicas para impedir que a categoria entrasse na avenida para protestar.

Apesar de impedirem a entrada do carro, até uma ambulância foi usada , os professores entraram na avenida e fizeram o protesto. Eles exigem do prefeito a apresentação de uma proposta para a implantação do Piso Salarial. Desde janeiro que a comissão de negociação tenta uma saída para que o piso seja efeticamente implantado na rede municipal de Boquim.

Segundo o sindicato, apesar de dizer que cumpre a lei do piso, o prefeito de Boquim só deu um abono para os professores com nível médio que recebiam menos de R$1.024,67. "Ele usou a mesma forma errada que o governo do Estado usou em 2009 para implantar o piso. Com isso a maioria dos professores está excluída do processo", disse José de Jesus, delegado sindical do Sintese no município.

 

Com informações do Sintese