Sergipe

20/08/2010 às 17h31

Presidente e secretário geral da OAB/SE se reúnem com cúpula da SSP

O encontro teve como objetivo buscar informações sobre as investigações da PC a respeito do atentado

Redação Portal A8

Na manhã desta sexta-feira (20), o presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, e o secretário geral Evânio Moura, se reuniram com a cúpula da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) com o objetivo de buscar informações sobre os encaminhamentos adotados pela Polícia Civil para elucidar o atentado praticado por pistoleiros contra o desembargador Luiz Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE).

Na sede da SSP, os dirigentes da OAB/SE foram recepcionados pelo secretário João Eloy e pelos delegados de Polícia João Batista, superintendente da Polícia Civil. Na oportunidade, o presidente da OAB/SE demonstrou preocupação quanto à vulnerabilidade dos cidadãos na área onde ocorreu a tentativa de assassinato, cujo crime quase matou o cabo da PM, Jailton Batista Pereira, atingido por tiros na nuca e na mão, que permanece hospitalizado em estado grave.

O secretário João Eloy fez uma explanação sobre as investigações, acenando para a possibilidade da Polícia apresentar resultados práticos a partir da próxima semana. Mas avisou: "não podemos trabalhar com prazos". Para João Eloy, a Polícia necessita de tempo para realizar as investigações que, segundo afirmou, estão em fase adiantada com a participação de um seleto grupo de delegados especializados, do Departamento de Inteligência da Polícia Civil e apoio da Polícia Federal.

João Eloy reafirmou a postura da SSP, descartando qualquer vínculo do crime ao processo eleitoral, informando que o próprio desembargador Luiz Mendonça também confirmou esta versão em depoimento à Polícia. Aos dirigentes da OAB/SE, o secretário apresentou detalhes sobre a atuação dos bandidos e informou que a cúpula da Polícia Militar já está atuando na busca de mecanismos que possam proporcionar maior segurança à área onde o crime aconteceu.

Os dirigentes da OAB/SE ficaram satisfeitos com as informações transmitidas pelos delegados quanto às linhas de investigações na esperança de que o crime seja elucidado o quanto antes e apurada as respectivas responsabilidades, especialmente em relação às pessoas interessadas na morte de Luiz de Mendonça, que contrataram os pistoleiros para realizar a emboscada.

 

Fonte: Assessoria OAB/SE