Sergipe

12/08/2010 às 15h46

TRT de Sergipe realiza leilão de bens penhorados

Redação Portal A8

O Tribunal Regional do Trabalho de Sergipe vai realizar nesta sexta-feira (13) o 4º Leilão Unificado de Bens Penhorados em Processo Judicial. O evento acontece a partir das 8h30, no auditório do Complexo da Justiça do Trabalho. Entre os 152 lotes que serão leiloados constam imóveis, veículos, equipamentos e outros itens penhorados para o pagamento de dívidas trabalhistas.

De acordo com o juiz do Trabalho Antônio Francisco de Andrade, coordenador projeto no TRT, a expectativa é de que cerca de 300 pessoas se inscrevam para participar do leilão, que é aberto a qualquer pessoa, com exceção dos servidores da Justiça do Trabalho.

Para participar, os interessados devem fazer cadastramento prévio através da home page do TRT (http://www.trt20.jus.br/) ou pessoalmente, com antecedência mínima de uma hora, no local de realização do evento. É necessário apresentar documento de identificação com foto.

Os bens penhorados serão arrematados pelo maior lance ofertado. O lance mínimo para bens móveis é de 40% do valor da avaliação e para imóveis 50%. O arrematante pagará, no ato da arrematação, a título de sinal, e como garantia, uma primeira parcela de no mínimo 20% do valor do lance (bens móveis) e 30% (bens imóveis), além da comissão do leiloeiro.

Disputados

No edital, que será distribuído entre os participantes, consta, por exemplo, um imóvel residencial localizada no bairro Atalaia, avaliado em R$ 560.424,00. Outro lote que deve ser bastante disputado é o de número 53, imóvel comercial localizado no centro da cidade, avaliado em R$ 400.000,00.

O 4º Leilão Unificado da Justiça do Trabalho oferecerá ainda lotes no interior do estado, com destaque para o de número 143, prédio do Centro Educacional Cenecista Nossa Senhora do Patrocínio do Coité (CNEC), localizado no município de Lagarto, com avaliação de R$ 5.000.000,00.

Todos os bens leiloados estão listados no edital de arrematação, disponível na home page do TRT e no site da empresa Sergipe Leilõe(http://www.sergipeleiloes.com.br/).

 

Fonte: Assessoria do TRT/SE