Sergipe

11/05/2010 às 19h11

Pais denunciam negligência no atendimento do HUSE

A família reside em Carira e chegou ao HUSE, após já terem passado pelo hospital de Itabaiana

Redação Portal A8
A criança morreu com problemas respiratórios (Foto: Miro Ribeiro)

A morte de uma criança na manhã desta terça-feira (11) no setor pediátrico do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) pode ter sido causada pela demora no atendimento. A denúncia é dos pais do menino Marcos Abílio Oliveira de Souza, que tinha um ano e quatro meses e morreu por problemas respiratórios.

Os paid da criança estão inconformados com a perda do filho (Foto: Miro Ribeiro)

A família reside na cidade de Carira, distante 100 quilômetros de Aracaju, e chegou ao HUSE no domingo, após já terem passado pelo hospital da cidade de Itabaiana. O pai da criança, Marcos Batista, conta que o médico havia alertado sobre o estado de saúde do menino. "O médico de Itabaiana falou que se meu filho não fosse atendido logo a infecção poderia atingir o outro pulmão, por isso recomendou que viéssemos a Aracaju", afirmou.

Muito abalada a mãe do garoto, Kevin Caline, faz um desabafo. "Se o meu filho tivesse sido atendido mais rápido poderia estar salvo agora", afirmou a mãe que ressaltou. "O neném chegou aqui com suspeita de pneumonia, os médicos internaram mas não deram atenção, ontem mesmo ele ficou sem o atendimento de um pediatra", revelou.

Segundo a Fundação Estadual de Saúde, a criança foi atendida por um cirurgião toráxico e a avaliação foi que não havia a necessidade de drenagem no pulmão. Ainda de acordo com a Fundação o atendimento foi feito logo após a chegada da criança e a morte foi provocada pelo adiantado estado da pneumonia.