Sergipe

22/04/2010 às 19h58

Ministro da integração garante verba de R$30 milhões para Sergipe

Todo o dinheiro será destinado aos municípios sergipanos atingidos pelas chuvas da semana anterior

Redação Portal A8

Durante uma reunião nesta quinta-feira (22), em Brasília, o ministro da Integração Nacional, João Santana, assegurou ao governador Marcelo Déda a liberação de R$ 30 milhões que serão destinados aos municípios sergipanos atingidos pelas chuvas da semana anterior. Como forma de agilizar a liberação destes recursos, o governador chamou imediatamente à capital da República secretários e técnicos do Governo de Sergipe.

Com isto, o governador pretende desencadear o processo de elaboração de plano de trabalho "para garantir o mais rápido possível os recursos para o estado, em especial os de socorro emergencial". Por orientação do ministro e determinação do governador, já nesta quinta, o coordenador especial da Defesa Civil do estado, José Erivaldo Mendes, reuniu-se com técnicos do Ministério. Mendes também participou da audiência no Ministério.

As garantias do ministro foram repassadas logo depois que o governador detalhou as consequências e os prejuízos das chuvas que caíram sobre o estado na semana anterior. O relato de Déda complementou as informações que o ministro obteve pessoalmente ao visitar Sergipe no último sábado.

Estado de emergência

Déda destacou que os recursos do ministério serão destinados aos 10 municípios com estado de emergência decretado - São Cristóvão, Carmópolis, Nossa Senhora do Socorro, Neópolis, Pacatuba, Ilha das Flores, Laranjeiras, Brejo Grande e Barra dos Coqueiros, além de Aracaju. Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju, cidade mais atingida pelas cheias, também acompanhou a audiência ministerial.

Além das demandas comuns às cidades atingidas, Nogueira encaminhou pleitos específicos da capital em tramitação no Ministério. O montante de recursos que será liberado pela União terá três destinos delimitados: atendimento de emergência, reconstrução dos locais atingidos e obras de prevenção.

Na audiência ministerial, o governador foi também assessorado pelo representante de Sergipe em Brasília, Pedro Lopes.

Fonte: ASN